TV Jaguar

Postado em 18/11/2020 às 06:00:00

compartilhar

Tenho que reconhecer; Paulo Duarte livrou Mazé e Ibernon, de uma vergonha decepção Eleitoral.

Tenho que reconhecer; Paulo Duarte livrou Mazé e Ibernon, de uma vergonha decepção Eleitoral.

Essa nota da Mazé, merece uma reflexão analítica! Afinal, política é história e os fatos histórico, ditam os sucessos e os fracassos...! Quando a arrogância sobrepõe aos fatos, a reflexão desperta para a insana capacidade de quem não enxerga um palmo a frente do nariz. Se não vejamos: qual o tamanho político em votos de Mazé Maia e de Ibernon se não fosse o apoio de Paulo Duarte? Quantos votos a filha do Rei do Milho teria sem a família Corrupião?

Em 2016, o ex-prefeito Paulo Duarte obteve exatos 7.342 - sete mil, trezentos e quarenta e dois votos dos limoeirenses. Naquele ano, Paulo perdeu as eleições para o atual prefeito Zé Maria.

Em 2020, a candidata apoiada por Paulo Duarte, a Dra. Mazé Maia, obteve exatos 7.327 - sete mil trezentos e vinte e sete votos, perdendo também com larga diferença para o atual prefeito José Maria Lucena (11.138 - onze mil, cento e trinta e oito votos de diferença).

Em 2018, destaque-se, Paulão obteve 5.392 cinco mil, trezentos e noventa e dois votos para Deputado Estadual em Limoeiro do Norte, mesmo depois da sua desastrosa administração.

Considerando as votações de Paulo Duarte em 2016 e 2018, numa rápida média aritmética, Paulão obtém 6.387 - seis mil trezentos e oitenta e setes votos de seus fiéis seguidores.

Sendo essa a média de votos de Paulão em Limoeiro, qual é o tamanho político de Mazé Maia e de Ibernon sem a força de Paulo Duarte?
Será que teria votos individuais suficientes para se eleger vereadora?
Mazé Maia não conseguiu eleger nenhum de seus vereadores mais chegados. Isso porque o único vereador eleito do PSD 55, Marduque, teve o apoio apenas dos Duarte.

Em nossa análise e na "boca miúda", Mazé Maia saiu nessas eleições menor do que quando entrou no processo eleitoral, pondo fim ao mito em torno do apoio político de Ibernon Maia.

Dizia-se no passado que era impossível vencer eleições em Limoeiro do Norte, sem o apoio do Rei do Milho. As eleições 2020, provaram que isso era apenas mais uma falácia. E ressalte-se que eu nem abordei a força populista de Arimateia Brito, seu vice-prefeito que é reconhecidamente um homem do povo, mas que naufragou na insana visão política da "doutora" Mazé, que mesmo sendo uma velha beneficiária dos apadrinhamento político, teimou em querer se apresentar como se fosse uma nova liderança criando para o Pai e a família, o estreitamento das relações políticas do velho amigo do Ibernon, o Dr Zé Maria Lucena. O eleitor deu o recado; o novo na política são as atitudes e não as caras... Muito menos os desejos pessoais.

 

 

Fonte: Tv Jaguar

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também