TV Jaguar

Postado em 18/06/2021 às 17:05:00

compartilhar

No Ceará, as cartas estão na mesa, e os jogadores já apostam em possíveis nomes para concorrer ao Governo do Estado.

No Ceará, as cartas estão na mesa, e os jogadores já apostam em possíveis nomes para concorrer ao Governo do Estado.

Passadas as eleições municipais em todo o país em novembro/2020, no Ceará já deu-se início a corrida política pelo poder no Palácio da Abolição,
“Sede do Governo do Estado”. No cenário atual, nas eleições de 2022, o governador Camilo Santana não irá disputar o executivo estadual,
por se encontrar concluindo, diga-se com êxito, seu segundo mandato consecutivo de governado do estado, estando assim impedido de concorrer a reeleição.

As especulações e que por orientação de seu grupo politico, Camilo concorra a uma cadeira do Senado Federal. Com isso diversos nomes começam a surgir
como possíveis candidatos ao governo do estado tanto do lado da situação como também na oposição, e mesmo ainda faltando mais de um ano para o pleito,
amobos os lados já se articulam juntos as suas lideranças, regionais e prefeitos da região metropolitana e do interior na tentativa de elevar e
valorizar seus nomes junto as lideranças partidárias visando a indicação para concorrer ao pleito estadual.

 

Entre os principais possíveis nomes para a disputa estão: ex-senador Eunício Oliveira (MDB), o deputado federal José Airton, a ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins,
e o ex-prefeito da capital cearense Roberto Cláudio. Todos com chances de comporem a chapa de situação e apoio que terá como bandeira e meta de palanque o retorno à
presidência do petista Luiz Inácio Lula da Silva.

Ainda figuram entre os possíveis candidatos a governador do Ceará pela coalisão de apoio a Lula os deputados/secretários Zezinho Albuquerque e Mauro Filho, bem como a atual vice governadora Isolda Cela.

Já o grupo de oposição ao governo do estado e formador de palanque para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro, o principal nome ainda é do deputado Capitão Wagner, que pode ou não ter como rival interno para a disputa o senador Tasso Jereissati, que segundo especulações, mesmo em fim de mandato no Senado Federal
e aos 72 anos de idade, ainda não pensa em se aposentar e estuda possíveis candidaturas a presidência da república podendo também ser candidato a governador do Ceará.

Por Arnaldo Freitas

 

 

Fonte: TV Jaguar

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também