TV Jaguar

Postado em 22/11/2021 às 10:30:00

compartilhar

IFCE Morada Nova conquista 1º lugar no PecNordeste - Seminário Nordestino de Pecuária, no segmento de Aquicultura e Pesca.

IFCE Morada Nova conquista 1º lugar no PecNordeste -  Seminário Nordestino de Pecuária, no segmento  de Aquicultura e Pesca.

José Edvaldo da Silva e Francisco Dimitry Lima Souza, alunos do curso de Engenharia de Aquicultura do campus de Morada Nova do IFCE, conquistaram o primeiro lugar entre os trabalhos apresentados no PecNordeste 2021 – Seminário Nordestino de Pecuária, no segmento de Aquicultura e Pesca.

A 20ª edição do evento ocorreu de forma online e abordou a temática da Assistência Técnica e Gerencial e sua importância no desenvolvimento das atividades do agronegócio.

Orientados pelo professor Sérgio Almeida, os estudantes desenvolveram o trabalho intitulado “Análise da Sobrevivência de Pós-Larvas de Camarão submetidas a diferentes fontes de água”, que integra o trabalho de conclusão de curso (TCC) do discente José Edvaldo da Silva, previsto para ser apresentado em dezembro de 2021.

Sérgio Almeida destacou a relevância da pesquisa para o Vale do Jaguaribe, principalmente para os municípios de Morada Nova e Limoeiro do Norte que, ressalta o docente, apresenta grande potencial para o desenvolvimento da carcinicultura, utilizando água de baixa salinidade, tendo como principal fonte poços artesianos.

“O processo de aclimatação das pós-larvas, oriundas de laboratórios localizados na zona litorânea, é de fundamental importância para o sucesso da atividade, representando grande gargalo por parte dos pequenos produtores, que, muitas vezes, por falta de acompanhamento técnico, obtém baixas sobrevivências nos viveiros, acarretando em perdas econômicas e contribuindo com a queda da produtividade”, frisa. “Sendo conduzido de forma correta, o conhecimento tem contribuído com a melhora da produtividade e diminuição do tempo de cultivo, incentivando novos investidores”, acrescenta.

O professor também reconhece que a conquista dos alunos do campus tende a motivar novas participações de estudantes em pesquisas que, segundo ele, precisa ser incentivada desde os primeiros semestres da graduação. O envolvimento discente em eventos técnicos e de divulgação, afirma, é importante para complementar conhecimentos adquiridos em sala e também para buscar novas demandas de pesquisa junto ao setor privado.

Almeida coordena o grupo de pesquisas “Alternativas Tecnológicas para o Desenvolvimento da Aquicultura e Pesca no Semiárido Nordestino”, ofertando vagas de estágio voluntário e inserindo estudantes em estágios obrigatórios e extracurriculares junto a empresas produtoras de camarão e peixes localizadas no Vale do Jaguaribe, aproximando os alunos da realidade prática da Aquicultura.

O evento

A programação técnico-científica de capacitação do PecNordeste envolveu sete segmentos da cadeia produtiva da pecuária: apicultura, aquicultura e pesca, avicultura, bovinocultura de leite, caprinovinocultura, equinocultura e suinocultura; bem como os segmentos da fruticultura, da cajucultura, da floricultura e da agroindústria, com a realização de palestras, mesas redondas e painéis.

 

 

 

 

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também