TV Jaguar

Postado em 01/06/2022 às 17:30:00

compartilhar

Caso Johnny Depp e Amber Heard: ambos foram condenados e deverão pagar indenizações milionárias

Caso Johnny Depp e Amber Heard: ambos foram condenados e deverão pagar indenizações milionárias

Amber Heard foi condenada por difamação contra Johnny Depp. Ela deverá pagar 15 milhões de dólares de multa. A Justiça decidiu ainda que Depp também terá de indenizar Heard, em 2 milhões de dólares.

O júri entendeu que as alegações de que ela destruiu a carreira dele e a reputação são verdadeiras. E concluiu ainda que a estrela de "Piratas do Caribe" também difamou a ex-esposa.  

O veredito foi dado na tarde desta quarta-feira (1º) no Fairfax County Circuit Courthouse, em Virginia, nos Estados Unidos. 

A atriz ouviu o veredito direto do tribunal, Em nota, Heard disse estar decepcionada e sem palavras com o resultado do julgamento. O ator não compareceu, pois estava cumprindo agenda no exterior. Todas as acusações foram acatadas pelos jurados.

 

Acusação

O processo começou quando a atriz escreveu um artigo falando que era vítima de violência doméstica quando estava casada com Depp. Foram mais de 100 horas de testemunhos. 

No processo, Johnny pediu 50 milhões de dólares e ela contra-atacou e pediu 100 milhões de dólares. Ela defende que exerceu sua liberdade de expressão quando escreveu o artigo falando ser abusada por Depp. 

Depp e Amber estiveram amplamente expostos por vários dias durante o julgamento, transmitido pela televisão, que atraiu centenas de fãs, principalmente do ator. O processo judicial vai virar, inclusive, um documentário. 

Julgamento longo 

Durante as seis semanas de julgamento, Heard foi amplamente descreditada pelas testemunhas trazidas para defender Depp. Uma das últimas foi a modelo Kate Moss, que saiu em defesa do ex-namorado. 

Amber havia declarado que Johnny teria empurrado Moss da escada quando eles estavam juntos. Kate negou tudo. 

Depp declarou que foi "brutal" escutar as "hediondas" e "extravagantes" acusações de abuso doméstico de sua ex-esposa.

"Nenhum ser humano é perfeito, claro que não, nenhum de nós é, mas nunca cometi agressão sexual nem abuso físico em minha vida", disse.

 

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também