TV Jaguar

Postado em 10/11/2016 às 11:00:00

compartilhar

Estudantes de Iracema desenvolvem método para inibir transmissão do Zika vírus

Estudantes de Iracema desenvolvem método para inibir transmissão do Zika vírus

Estudantes cearenses do Ensino Médio do município de Iracema, a 278 km de Fortaleza, desenvolveram uma pesquisa para inibir a transmissão do Zika vírus. O estudo realizado por Myllena Cristina e Gabriel Moura, com a orientação da professora Thyana Vicente e o universitário Helyson Lucas, foi selecionado para participar da Feira Internacional de Ciências e Engenharia - Fair Intel ISEF 2017, que ocorrerá no próximo ano em Los Angeles, Estados Unidos. Os jovens da Escola de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Deputado Joaquim de Figueiredo Correia irão ao evento com todas as despesas pagas.

A ideia de estudar mais a fundo o vírus surgiu com a epidemia no Brasil que ocorreu no início deste ano, principalmente pela alta concentração na região Nordeste. Diante disso, Myllena e Gabriel decidiram encontrar uma forma para diminuir os índices ou impedir a transmissão do vírus.

”A gente ficou preocupado com o surto e passamos a pesquisar o Zika vírus. Então, durante as nossas pesquisas, percebemos que o medicamento oselcamivir foi utilizado para inibir a proteína NS1 (responsável pela multiplicação do vírus) e a partir disso fizemos uma modificação no remédio”, contou Myllena ao O POVO Online.

A alteração comentada pela estudante é capaz de inibir a ação da proteína NS1, o que implica na multiplicação do vírus e, assim, em sua transmissão. Conforme os resultados dos testes da eficácia do medicamento, a taxa de efeito colateral foi abaixo de 0,2%, percentual otimista que pode trazer novos caminhos para impedir novas epidemias. “Todos os testes em software utilizamos química computacional, modelagem matemática e molecular”, explicou.

E toda essa pesquisa pode servir como base para outros pesquisadores devido às poucas informações que se têm. “A partir desse trabalho podem produzir medicamento ou contribuir para o aprofundamento sobre o Zika vírus”, acredita a estudante.

O Povo

 

 

Fonte: Tv Jaguar

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também