TV Jaguar

Postado em 29/06/2016 às 12:00:00

compartilhar

Sob a presidência do vereador Giuvan, a Câmara de Quixeré realizou mais uma sessão ordinária.

Sob a presidência do vereador Giuvan, a Câmara de Quixeré realizou mais uma sessão ordinária.

O edil quixereense assumiu interinamente a Presidência do Legislativo municipal, em substituição ao seu titular, no caso, o vereador José Fagner Brito de Sousa que por motivo de força maior não pôde comparecer à presente sessão deixando o ofício para que o vice-presidente Francisco Giuvan de Sousa, conduzisse de forma moderada e em cumprimento ao regimento interno do poder legislativo municipal, a presente sessão ordinária.

Dos vereadores presentes, apenas a vereadora Francileide fez uso da palavra, durante o segundo expediente da Câmara Municipal de Quixeré. A parlamentar aproveitou o espaço para fazer uma espécie de prestação de contas do mandato como parlamentar do município.

Francisca Silveira relatou sobre todos os requerimentos e ofícios por ela enviados ao parlamento municipal, com o intuito de reivindicar as benfeitorias para os moradores das mais diversas comunidades que compõem o município de Quixeré.

A parlamentar aproveitou ainda para reivindicar da administração quixereense, a recuperação do prédio da antiga Delegacia do Distrito de Lagoinha. A vereadora lamentou profundamente o estado em que se encontra o referido prédio, onde segundo ela, já foram levadas parte das portas e janelas, e o local está servindo como ponto para práticas ilícitas.

 

A parlamentar cobrou mais agilidade na construção do novo matadouro público municipal, pois segundo ela, a população já não aguenta mais comer carne de moita. Ela requereu ainda a construção de uma praça para a comunidade de Ubaia e reposição de luminárias para várias comunidades.

Francisca Silveira foi respaldada por outros vereadores, dentre os quais, o vereador Francisco Giuvan de Sousa,  que expressou a necessidade do município recuperar o referido imóvel, que já é de posse da municipalidade, para que possa deixar de pagar o aluguel referente ao prédio que atualmente abriga a delegacia.

O vereador Dedé de Quinô também participou do debate, e demonstrou-se favorável a recuperação do imóvel para que a delegacia volte a funcionar no mesmo local de antigamente. O vereador aproveitou o ensejo para agradecer a administração pela recuperação da quadra de esportes da comunidade,  cuja reforma foi possível, a partir da reivindicação da população.

Cleudo Honorato também considerou plausivas as declarações da vereadora Francileide e acrescentou que o mercado público do município também está precisando de uma reforma, principalmente na parte da coberta. Honorato alertou para a possibilidade de inverno com chuvas fortes. Na visão do edil, caso haja um bom inverno, o telhado do mercado corre sério risco de vir abaixo.

 

 

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também