TV Jaguar

Postado em 19/02/2017 às 05:00:00

compartilhar

Castanhão teve recarga, de 4,5 bilhões de litros d'agua

Castanhão teve recarga, de 4,5 bilhões de litros d'agua

Das chuvas de 2017, o volume da água que chegou aos açudes em fevereiro já é igual ao aporte registrado no mesmo mês do ano passado. Foram 50 bilhões de litros como recarga nos reservatórios até ontem, o que equivale a 0,2% do que o Estado pode acumular.

Ainda com dez dias pela frente, fevereiro deve ultrapassar o aporte contabilizado para o mês em 2016, conforme dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Até agora, os resultados pontuais mostram açudes que começam a se recuperar. E a previsão é de que este fim de semana tenha mais ocorrências de chuvas intensas e distribuídas pelas regiões do Ceará.

No Sertão dos Inhamuns, o açude Caldeirões foi o primeiro a sangrar em 2017. O mesmo reservatório partiu na frente em 2016 ao atingir o volume máximo de armazenamento: 1,1 bilhão de litros. Ele fica em Saboeiro, que teve chuva de 60 milímetros no último sábado, 11. Também naquela região, a cidade de Tauá teve precipitação de 152 mm no mesmo dia. Um volume que encheu pequenos açudes e fez sangrar a barragem de Carrapateiras, no distrito que leva o mesmo nome, informou o radialista Edy Fernandes. Em Tauá, as chuvas pontuais ajudaram no abastecimento em 2016. A sangria do açude Trici, em janeiro, armazenou água aproveitada até agora pela Cidade. O volume atual é de 41%.

Além do Caldeirões, outros açudes saíram de estados críticos nos últimos dias. O açude Martinópole saiu do volume morto. Também nesta semana, os açudes Cupim, Monsenhor Tabosa e Premuoca deixaram de ser considerados secos pela Cogerh. Dos maiores reservatórios do Ceará, o Castanhão é o que teve maior recarga, ganhando 4,5 bilhões de litros somente na última semana. Apesar dos primeiros aportes, o cenário geral é preocupante após cinco anos consecutivos de seca. São 49 açudes ainda no volume morto e 36 considerados secos no Ceará.


Este pode ser mais um fim de semana de chuvas intensas e bem distribuídas, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Divulgada na tarde de ontem, a previsão aponta a atuação da Zona de Convergência Intertropical, também responsável pelas chuvas do fim de semana passado (de 10/2 a 12/2). Para hoje e amanhã, o cenário é de nebulosidade variável e precipitações em todas as regiões do Ceará.

Na manhã de ontem, as chuvas chegaram a 21 municípios cearenses, com maiores volumes em Novo Oriente e Aquiraz, com 70 e 60 mm, respectivamente. Na Capital, a chuva de 12,2 mm causou alguns pontos de alagamento, como na avenida 13 de Maio, próximo à reitoria da Universidade Federal do Ceará, e no cruzamento da avenida Vigílio Távora com a rua República do Líbano.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / opovoonline

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também