TV Jaguar

Postado em 03/04/2017 às 05:00:00

compartilhar

Vigilância alerta para o consumo de peixe do Rio Jaguaribe

Vigilância alerta para o consumo de peixe do Rio Jaguaribe

O inspetor sanitarista, Heron Sudário e o Dr Samuel Bezerra coletaram amostras do Jaguaribe - (Foto: Querlandia de França/Mais FM). Repercute na cidade e no estado o achado no início da semana de peixes vivos da espécie curimatã infestados de larvas, na localidade do distrito do Quixoá.

A Vigilância Sanitária de Iguatu (VSI) recomendou a suspensão da pesca e venda de peixes do rio Jaguaribe. 

Dois peixes infestados foram enviados nesta quinta-feira, 30, para análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen), em Fortaleza.

O biomédico e coordenador da Vigilância Sanitária, Dr. Samuel Bezerra, afirmou que o envio do material a capital cearense tem como objetivo identificar as causas do problema. “O laudo sobre as amostras foi solicitado em caráter de urgência, por meio de análises microscópicas, e persistiremos com os métodos existentes para que possa apresentar uma elucidação do caso. Não sabemos exatamente do que se trata. Mas existem larvas, queremos saber de que natureza, se é somente insetos ou a infestação é proveniente de vermes”, explicou.

Água e recomendação

Coletas da água do rio Jaguaribe foram encaminhadas para a unidade do Lacen em Icó. “Recomendamos que sejam suspensas na região e todo curso do rio a prática de pesca e consumo dos peixes seja de qual for a espécie. Colhemos amostras da água por se tratar de um surto, para sabermos também da possibilidade da contaminação dos peixes estar relacionada com a qualidade da água”, adiantou Samuel.
Apesar de não ter havido, até o momento, registro de entrada de pacientes no hospital da região com problemas relacionados ao consumo da curimatã, os cuidados têm que ser redobrados, conforme o coordenador da VSI. “Vale ressaltar, quando há uma infestação parasitária em animais, muitas vezes, o animal fica acometido por bactérias. Portanto, o consumo da carne desses peixes pode sim trazer um problema de saúde à pessoa que venha consumi-lo”, alertou.

Defeso

Outro fator que pode contribuir para o não consumo dos peixes na região é o defeso da pesca em água doce de peixes de piracema, em rios, riachos e açudes do Ceará, que segue até o final de abril. A medida, estabelecida em portaria, tem por objetivo proteger a reprodução das espécies branquinha, curimatã, piaba, sardinha e tambaqui, nos rios, lagoas, açudes públicos e particulares. A fiscalização cabe ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), mas a redução do número de fiscais pode comprometer a medida preservacionista. Ainda conforme a lei, quem desobedecer à fiscalização sofre multa, prisão e o pescado é apreendido.

Fiscalização Semana Santana

Consumidores ligam o sinal de alerta, tendo em vista a proximidade da Semana Santa, período em que mais se consome carne do animal. Pensando nisso a VSI promete uma fiscalização mais atuante. “Estamos à disposição para atender denúncia ou orientações. Nosso papel também é esclarecer seja qualquer assunto relacionado à vigilância”, finalizou Samuel.

Serviço
Vigilância Sanitária de Iguatu

Telefone: (88) 3581-0725

Funcionamento no horário comercial

 

 

Fonte: Tv Jaguar / maisfm.com

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também