TV Jaguar

Postado em 16/06/2017 às 11:00:00

compartilhar

Noitada cultural marcou os 90 anos da passagem de Lampião por Limoeiro do Norte

Noitada cultural marcou os 90 anos da passagem de Lampião por Limoeiro do Norte

No dia 15 de junho de 201,7, a Praça da Matriz de Limoeiro do Norte foi palco de uma amostragem da sua história vivida no mesmo dia com a passagem de Lampião por nossa cidade. A noitada organizada em ação conjunta do historiador Irajá Pinheiro, Raimundo da Silva Araújo Júnior (Duim do voleibol), Nelson Faheina e o apoio estrutural da Secretaria de Cultura nas pessoas do secretário João Filho e do produtor cultural Renato Remígio, apresentou três momentos distintos, sendo a apresentação de um documentário da história de Lampião no Nordeste do repórter Nelson Faheina exibido na TV Diário, o lançamento do livro “Memórias de Lampião em Limoeiro” de autoria do Duim e a encenação da peça “90 anos depois da pisada de Lampião em Limoeiro do Norte”.

Foi surpreendente não só a presença, mas como também a atenção do público dada a cada uma das três peças culturais apresentadas no evento, além da observação as imagens da passagem de Lampião em Limoeiro expostas em banner que ilustrava a ornamentação do ambiente cultural. As peças culturais reconstruíram a memória de Lampião desde seu nascimento as razões que lhes fizeram entrar nos conflitos que o tornaram o rei do cangaço.

A diretora do Grupo Teatral Cena's, Dallva Rodrigues contou que a ideia do espetáculo surgiu a partir do convite de Duim Araújo, que tinha o sonho de recontar a história da passagem de Lampião por Limoeiro que também era um sonho de Dallva. “A ideia é que a gente cresça o espetáculo, cresça essa tradição que todos os anos possa acontecer esse momento, ” declara. O espetáculo conta com cerca de 20 pessoas no elenco e a peça é uma adaptação do texto de Marcelo Lima Sousa e do pesquisador Eligardênio Soares. Segundo a diretora do grupo, quando Lampião veio a limoeiro ainda não tinha a figura da mulher no cangaço, mas peça fez uma alusão a essa representatividade feminina.

“Eu cresci ouvindo as histórias que meu pai contava, em que se encontrava com Lampião quando saia de Limoeiro e dentro desse contexto me veio a ideia de contar a história de Lampião,” relata Duim Araújo. Segundo o autor, o livro conta a história do Lampião desde Mossoró até a velha Jaguaribara e a volta do cangaceiro Marcilon Leite para atacar Limoeiro novamente, um passo a passo do contexto em que Lampião viveu dentro de Limoeiro do Norte e ressaltando os limoeirenses que conseguiram salvar a suas famílias e a cidade da violência.

O historiador Irajá Pinheiro foi um colaborador importante para a construção do livro “Memórias de Lampião em Limoeiro”. “É um momento muito importante porque nós estamos rememorando a passagem desse cangaceiro que era temido em todo o Nordeste, ele passou aqui em Limoeiro e não houve nenhum problema porque nós fizemos o possível para recebe-lo da melhor maneira possível. Eu acho que está de parabéns o povo limoeirense,” ressalta Irajá.

“É momento histórico, é um momento que a gente tem que resgatar as nossas memórias, o nosso patrimônio, esse patrimônio imaterial que é esse acontecimento, esse fato importantíssimo onde algumas pessoas confundem apologia a lampião, nós estamos fazendo um destaque na história daqueles senhores que à época faziam a gestão da cidade, das figuras importantes, das famílias importantes dessa cidade que se reuniram para se proteger e negociar estrategicamente” declara o produtor cultural Renato Remígio.

 

 

Fonte: TV Jaguar

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também