TV Jaguar

Postado em 10/11/2017 às 17:00:00

compartilhar

Danilo Forte assegura que mais municípios cearenses sejam atendidos por ações da Funasa

Danilo Forte assegura que mais municípios cearenses sejam atendidos por ações da Funasa
Presidente da Funasa, Rodrigo Dias, na manhã desta sexta-feira (10) em reunião com o deputado Danilo Forte (Foto: Reprodução)

O presidente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Rodrigo Dias, recebeu na manhã dessa sexta-feira (10) o deputado federal Danilo Forte para debater sobre ações capazes de minimizar os problemas gerados pela falta de água no Ceará. Durante o encontro foram acolhidas as demandas apresentadas pelo parlamentar com a contemplação dos municípios de Alto Santo, Itapipoca, Aracoiaba, Irauçuba, Jaguaribe, Jaguaruana, Miraíma, Pacajus, Solonópole, Iracema, Apuiarés e Itaiçaba em projetos de abastecimento de água, melhorias sanitárias e construção de novas moradias em substituição a casa de taipa. Também serão atendidos Piquet Carneiro, Tejuçuoca, Tabuleiro do Norte, Guaraciaba do norte, Jaguaretama, Varjota, Senador Pompeu e General Sampaio.

"No Ceará temos municípios, como é o caso de Irauçuba no posto de terceira cidade do Brasil com maior área de desertificação, que têm uma preocupação grande com o problema da crise hídrica. São necessárias ações imediatas para resguardar a garantia do abastecimento de água, principalmente para consumo humano, para diminuir o sofrimento das famílias", explica Danilo
Forte.

Entre outros benefícios, a inclusão dos municípios na programação do órgão vai assegurar a continuidade do trabalho de implantação do sistema de abastecimento de água de Itapipoca que está com 53% da estrutura concluída. Iniciada em 2007, quando Forte estava na presidência da Funasa, a obra vai interligar 21 localidades da região levando água para aproximadamente 2 mil famílias.

Em outubro, um mapa divulgado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), apontou que 100% do território do Ceará foi atingido por algum nível de seca, que varia de fraca a excepcional.

Em agosto, o Ceará ainda tinha 19,8% sem seca, mas o índice caiu para zero, enquanto a área com seca extrema, que era apenas de 5,28%, passou para 10,75%, atingindo municípios das macrorregiões do Cariri, Sertão Central e Inhamuns. Atento aos problemas gerados pela falta de chuva, Danilo Forte tem trabalho junto a Funasa para executar uma política de combate aos efeitos da seca.

 

 

 

Fonte: TV Jaguar/ Assessoria

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também