TV Jaguar

Postado em 01/02/2018 às 10:00:00

compartilhar

Limoeirense Yago deve ser titular contra o Ferroviário hoje pela Copa do Nordeste

Limoeirense Yago deve ser titular contra o Ferroviário hoje  pela Copa do Nordeste
Adilton Venegerole l Ag. A TARDE

Para lembrar da última partida entre Vitória e Ferroviário-CE é preciso retornar ao ano de 2006, quando o Rubro-Negro atingiu o fundo do poço na Série C do Campeonato Brasileiro. Esse jogo, porém, marcou o acesso do Leão para a Segundona e o início da arrancada do time, que um ano depois garantiria o retorno para a elite nacional. Nesta quinta, 1º, às 21h15, novamente no Barradão, as duas equipes voltam a se enfrentar. Desta vez, nada de Série C, o jogo é válido pela segunda rodada do Grupo B da Copa do Nordeste. Há 12 anos, a goleada por 4 a 0 foi construída por jogadores que marcaram época na Toca do Leão. Leandro Domingues, três vezes, e Índio fizeram os gols rubro-negros.

 

Para vencer a partida de logo mais, é em Neilton que estão depositadas as principais esperanças de gol do torcedor. O atacante foi titular nos quatro jogos da equipe até aqui. Marcou dois gols e contribuiu com assistência para outro. Nesta quarta, Vagner Mancini encerrou a preparação da equipe com treino fechado, mas a tendência é que o treinador repita a escalação que venceu o Atlântico, no último domingo, pelo Campeonato Baiano. Com isso, Fillipe Soutto, que, assim como Neilton, também foi titular em todos os jogos da temporada, deve começar jogando mais uma vez. Antes do treino de ontem, o volante falou sobre essa sequência na equipe e valorizou a chance de aprimorar o trabalho em campo.

 

“As equipes que têm elenco maior têm esses jogos no meio de semana para colocar mais gente para jogar e dar mais treino. Nós, como não temos condição de nos aprimorar nos treinos, temos que fazer isso nos jogos”, explicou. Adversário de logo mais, o Ferrim desembarcou em Salvador sob olhares de um novo treinador para enfrentar o Vitória. Ademir Fonseca, campeão paulista com o Ituano em 2002, assume o comando do time após a saída de Carlos Rabelo, que deixou o time após apenas seis partidas em 2018. Cinco delas foram pelo Campeonato Cearense, no qual o Ferroviário ocupa a terceira posição. Na Copa do Nordeste, a equipe foi derrotada pelo ABC por 3 a 1, dentro de casa, na estreia da competição.

 

Manutenção no meio
Com poucas contratações nos primeiros dias do ano, o Vitória iniciou 2018 tendo a manutenção da base como principal trunfo para temporada. Na última semana, parte desse trunfo se foi. Wallace, Kieza e Tréllez, todos titulares, deixaram o Leão. Mancini, então, precisou mexer na equipe e promover a entrada de reforços, como o atacante Denilson. No meio-campo, no entanto, a equipe ainda consegue manter as peças de 2017. A única mudança foi a improvisação de Juninho, que na temporada passada atuou como lateral, sua posição de origem. A continuidade no setor foi comentada por Fillipe Soutto, que comemorou o fato de os jogadores de meio-campo não precisarem passar por um período de adaptação. “Acho que é o setor que foi menos modificado. Alguns jogadores chegaram, outros vão chegar. Isso é importante. Como já nos conhecemos, o processo de adaptação não existe”, analisou o volante.

 

 

Fonte: TV Jaguar/ A Tarde

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também