TV Jaguar

Postado em 26/03/2018 às 06:00:00

compartilhar

9ª Sessão Ordinária do 1º período legislativo de 2018

9ª Sessão Ordinária do 1º período legislativo de 2018

A sessão começou sob a presidência do vereador Jorge Brito, o qual, depois de evocar a proteção divina, declarou abertos os trabalhos.

Jorge propôs que todos ficassem de pé para, juntos, entoarem o hino do município e, após um minuto de silêncio em favor das pessoas falecidas na semana, em solidariedade aos seus familiares, o presidente passou a palavra para o primeiro secretário, vereador Marcos Aurélio, para que o mesmo fizesse a leitura a Ata da sessão anterior e do expediente do dia.

Grande Expediente:

Vereador Cláudio Maroca. O parlamentar que é da bancada de situação, antes do assunto que abordaria, solidarizou-se manifestando voto de pesar ao colega Marcos Aurélio, tendo em vista o falecimento de sua genitora. Socializou com preocupação o baixo nível do açude Batentes, responsável pelo abastecimento de água de várias comunidades do distrito de Aruarú que este ano ainda não teve nenhum aporte, tendo em vista que o rio Pirangí que é o principal curso da água responsável pela recarga do açude, continua com seu leito seco.

Justificando assim sua preocupação destacou ainda que esteve na segunda, 19 de Março, no Parque de Exposições César Cals em Fortaleza onde o Governo Camilo realizou a entrega de tratores para várias cidades do Estado do Ceará e que o Sítio Flores através da associação, foi contemplada com um destes equipamentos que atenderá a 210 famílias. Agradeceu ao governo Camilo Santana, todos os deputados e lideranças que compõem a base aliada Governo do Estado. Afirmou também que Morada Nova foi privilegiada porque a política mudou. “Hoje o vereador faz contato com seu deputado e se mobiliza em busca de emendas, beneficiando assim, o maior número de famílias”. Agradeceu mais uma vez o apoio que o Governo do Estado vem dando ao município de Morada Nova. Finalizou.

Vereador Neto da Sinuca. Cumprimentou os colegas, o público presente e aos que assistem à sessão pela TV Jaguar. Iniciou fazendo uma observação com relação ao apagão que aconteceu durante a semana onde, segundo afirmou o parlamentar, a polícia e o DEMUT não se fizeram presentes nas ruas. Ninguém viu esses órgãos circulando enquanto a cidade estava às escuras. Isso é triste e deve ser tomada uma providência. Na oportunidade cobrou do órgão de trânsito municipal a sinalização vertical e horizontal, especialmente as faixas de pedestres.

Neto destacou ainda que a região de Roldão está sem médico. Falou também que na região de Lagoa Grande, o carro da Saúde está quebrado: “Eu não vejo o prefeito na cidade. E o secretário sozinho não resolve nada. Os professores, vai (sic) fazer um mês de greve e o prefeito não resolve”. Voltando-se para os colegas questionou: “Cadê a união dos vereadores que não se reúne (sic) pra resolver o problema”. Continuou: “Morada Nova tem mais de 60 mil habitantes... precisamos encontrar uma solução. Veja quantos professores aqui que deveriam estar em sala de aula. Todo mundo está prejudicado. Até os vendedor (sic) de bombom estão reclamando porque sem aula não consegue ganhar dinheiro sequer para pagar a sua energia”

“Crianças que sonha (sic) em ser médico como fica”? O parlamentar disse estar indignado como vereador e como pai de aluno, dirigindo-se ao colega Sandrinho, reafirmou: “Nossa cidade está abandonada”. Finalizou, Neto que é da bancada de oposição.

Vereador Marcos Viana. O parlamentar que é líder da bancada de oposição, destacou em seu pronunciamento as tentativas de renegociação com os representantes do prefeito no que se refere à greve do serviço público municipal. Todavia, conseguiram fechar acordo com as outras categorias, exceto os professores. Em sua leitura, que não foram minimamente atendidos em suas reivindicações, Viana afirmou que apesar de rejeitada a proposta do magistério, mesmo assim, procurou o colega Marcos Aurélio para estudar uma possível solução junto ao prefeito, mostrando números financeiros que viabilizam o ajuste dos professores, mas infelizmente o prefeito Vanderley não quis ouvir a sugestão. Disse ainda que, diante do impasse, sugeriu ao prefeito através de seu líder de bancada, que oficialize que não interessa mais negociar com a categoria.

Marcos Viana considerou um desrespeito até para com a casa: “A era que um político esculhambava e o outro revidava já passou. Geralmente, todo mês eu vou a rádio explicar a população o que venho fazendo nesta casa. Estamos buscando resolver alguns problemas através do Deputado Mauro Filho que sinalizou mandar 600 mil reais para investir em saúde. O recurso virá via Fundação São Lucas, melhorando assim o atendimento às famílias que procuram aquela unidade.

“O prefeito pensa que é só dizer ‘é assim e pronto!’, é não! Não é mais assim não, seu prefeito”. O vereador lamentou que escolas estão paradas, alunos sem merenda, sem aula. Todos perdem e quanto mais demora, maior é o desgaste. Porém, “estou com minha consciência tranquila. Tentamos mediar o conflito, mas o prefeito não tem consideração se quer com esta casa”. Concluiu.

Vereador Everardo Maia. O parlamentar iniciou seu pronunciamento destacando que Morada Nova recebeu 8 tratores do Governo do Estado. A entrega aconteceu na segunda-feira dia 19, data que se comemora o dia de São José, padroeiro do Ceará. “As coisas começou (sic) a melhorar por que os vereadores estão começando a se libertar. As cercas estão apodrecendo os currais estão caindo”. Usou essa linguagem figurada para dizer que vereador agora tem a liberdade de contatar o parlamentar que melhor se proponha a fazer pelo povo. Destacou a parceria com o Deputado Antônio Granja que segundo afirmou, tem trazido muitos benefícios para a região que representa. 

Agradeceu ao gestor municipal pela iluminação da comunidade de Avelinos, Lagoa do Tapuio, Assentamentos: Aroeira 1 e 2. Disse ainda que o prefeito Varderley Nogueira sinalizou que irá concluir o sangradouro do açude Aroeira. “Não entendo porque o prefeito Vanderlei não resolve o problema dos professores. Até sugeri para ele sentar com nós vereadores, os professores, o promotor para encontrar uma solução. Só não pode é continuar como está. O negócio já tá fedendo a queimado”. Finalizou Everaldo Maia que é da bancada de oposição. 

Vereador Sandrinho Saraiva. Em seu pronunciamento agradeceu ao Governo do Estado pela liberação do trator para comunidade de Sítio Tapera, destacando o secretário Dedé Teixeira, Antônio Granja, Governador Camilo Santana, pois entende ser este equipamento de grande valia para facilitar o preparo de terra dos pequenos agricultores da região. Parabenizou o colega Marcos Viana pelo seu pronunciamento coerente e afirmou: “O prefeito Vanderley Nogueira vem tentando resolver o problema dos professores, pois é uma de suas maiores preocupações e ele quer o melhor para Morada Nova”. 

“O prefeito tem recebido os vereadores, os professores e tem conversado sempre, mas devemos reconhecer, os problemas são muito grandes, mas a vontade do prefeito é de acertar. Vanderley Nogueira esteve em Brasília, esteve no estado assinando convênios, viabilizando recursos para muitas obras em nosso município” Finalizou.

Vereador Marcos Aurélio. Ainda abalado com a perda de sua genitora, discorreu sobre o assunto e agradeceu a solidariedade dos colegas. Porém, afirmou que existem assuntos que não pode esperar: “Estamos há 20 dias sem chuva na região de Boa Água. Os carros-pipa não estão mais colocando água. O Rio Pirangi, o Riacho do Feijão até agora continuam secos. Estamos em contato com o responsável pela operação carro-pipa para sanar o problema”

Aurélio socializou que foi firmado convênio entre o governo federal e o município de Morada Nova, viabilizando, assim, internet banda larga para os Assentamentos: Terra Nova, Juca Grosso, Bom Jesus, Angicos; comunidades rurais: Chapada, Boa Água, Lagoa Funda, Tanques, Barra do Feijão, Quixelô, São Gonçalo e Raiz de São Gonçalo. Todas na região representada pelo mesmo. Aurélio destacou ainda que a comissão de negociação da greve fez o que estava ao seu alcance. Agora o problema foi judicializado: “Eu sempre defendo usar o bom senso. Tenho certeza que esta casa fez o que podia. O prefeito tem sua assessoria e assegura não tem como atender a reivindicação dos professores. Propôs: “Qualquer que seja a decisão da justiça, deverá ser respeitada”.

Destacou ainda: “A adutora da Boa Água corre o risco de não ser licenciada em função de estarmos em um ano eleitoral e os prazos são curtos”. Todavia, defende que a referida adutora entre no rol das obras emergenciais e assim possa começar sem a burocracia da licitação. Reafirmou: “Devemos ir à luta e manter o diálogo”. Externou seu sentimento com a perda de sua genitora, assegurando que a hora mais difícil foi a da despedida. Concluiu.

Vereador Jorge Brito. Na condição de presidente da casa, procurou manter de forma pacífica a 9ª sessão. Todavia, em função do acirramento dos ânimos entre pais de alunos, professores que protestaram o pronunciamento de alguns vereadores, Jorge sinalizou suspender a sessão. Porém, contendo sua habilidade de persuasão e liderança, conseguiu apaziguar e os trabalhos tiveram continuidade. Lamentou, foi empática a reivindicação dos professores em greve e pais de alunos que foram recebidos pelo presidente antes do inicio da sessão.

Brito reproduziu o relato de uma mãe preocupada: “Meu filho está perdendo aula”. Jorge afirmou que este fato o fez lembrar quando há dezenas de anos sua tias que eram professoras e ganhavam um décimo de um salário mínimo: “Sempre questiono se educação é prioridade por que em tempos de crise é de onde primeiro se tiram os recursos”. Disse o parlamentar: “reconheço a dificuldade do município”, mas lamentou que os prefeitos que por ali passaram tenham sempre deixado problemas muitas vezes indissolúveis para os seus sucessores. Mesmo assim: “Sempre escuto as pessoas dizerem que tem uma boa imagem de Morada Nova”. Voltando a relatar sobre o encontro com as mães: “Meu filho não está indo para a escola e me questiona – por que o filho da vizinha está indo? Ele não entende, mas, é porque o amigo estuda em uma escola particular. Fica difícil explicar para ele”. Desabafou.

Jorge Brito socializou que um dos seus filhos estuda em uma universidade pública e que o ensino é de qualidade. Entretanto, receia que esta possa entrar em greve. Destacou ainda que o povo deve escolher melhor os seus representantes, citando como exemplo, o ex-deputado Ariosto Holanda: “Um homem íntegro, voltou seus projetos para melhorar a educação, onde em esforço conjunto com os vereadores Cláudio Maroca e Jorge Brito conseguiram uma verba para construir CVT em Aruarú. A obra está abandonada. Um investimento de aproximadamente 200 mil reais, lamentou.

Grifou a compreensão de todos por atenderem seu apelo inicial, lembrando que o projeto de iniciativa popular protocolado na sessão passada será estudado pela comissão de constituição e justiça, com previsão de entrar na pauta de votação na quinta-feira, 29 de Março, do corrente ano. Como nada mais havia à ser tratado, finalizou a presente sessão.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Marfreitas

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também