TV Jaguar

Postado em 02/04/2018 às 06:00:00

compartilhar

10ª Sessão Ordinária do 1º período legislativo de 2018 da Câmara Municipal de Morada Nova

10ª Sessão Ordinária do 1º período legislativo de 2018 da Câmara Municipal de Morada Nova

A sessão começou sob a presidência do vereador Jorge Brito, o qual, depois de evocar a proteção divina, declarou abertos os trabalhos.

Jorge propôs que todos ficassem de pé para, juntos, entoarem o hino do município e, após um minuto de silêncio em favor das pessoas falecidas na semana, em solidariedade aos seus familiares, o presidente passou a palavra para o primeiro secretário, vereador Marcos Aurélio, para que o mesmo fizesse a leitura da Ata da sessão anterior e do expediente do dia.

Grande Expediente:

Vereador Dr. Narcélio, em seu pronunciamento informou que está encaminhando requerimento à secretaria de infraestrutura solicitando limpeza de várias ruas na sede do município, solicitou esclarecimentos da gestão municipal quanto ao projeto Ponto Digital, o vereador questionou que é importante que a sociedade saiba quem está pagando por este serviço, quanto ao conflito entre o prefeito e professores, que se arrasta há mais de um mês, Narcélio questionou em tom de ironia “O prefeito disse que não tem dinheiro para pagar os professores, mas, tem para pagar novos contratados, dia 12 do mês de março foram publicadas 8 (oito), portarias para cargos comissionados com salários que variam de R$ 500,00 (quinhentos reais), a R$ 1.000,00 (mil reais), isso é irresponsabilidade, se quer baixar folha é um contrassenso, dar gratificação e criar novos cargos, isso mais parece perseguição aos professores” (sic).

O parlamentar que é da bancada de oposição criticou a licitação para recuperação de estradas no valor de 958 mil reais, pois, entende que no período chuvoso é inviável recuperar estradas, “O prefeito só quer gastar com máquinas, fica aqui o meu repúdio ao prefeito Vanderley”. Finalizou.

Vereador Marcos Aurélio, o parlamentar que compõe a mesa diretora afirmou que mesmo o assunto sendo polêmico, mas, necessário se faz seguir a pauta, em resposta ao colega Geovan que propôs trancar a pauta, “Temos duas bancadas e tenho mantido minha posição muito coerente, buscando manter diálogo, inclusive com críticas” (sic), Disse, Aurélio continuou se referindo a greve dos professores, onde, ainda não foi possível chegar a um acordo, dirigiu-se ao líder da bancada de oposição, Marcos Viana afirmando “O Marquinhos é testemunha disso, todos estamos preocupados, mas, temos que ter responsabilidade... a audiência de conciliação está marcada para o dia 24 de Abril e seria bom que o diálogo tivesse sido mantido, todavia, se isso não está sendo possível, vamos ter que aguardar” (sic).

Nesse momento os professores e populares que ocupavam a galeria da Câmera iniciaram uma reação até certo ponto descortês com o parlamentar sendo impedido de concluir o raciocínio, onde precisou o presidente Jorge Brito interceder para acalmar os ânimos, Marcos Aurélio abreviou seu pronunciamento lamentando o comportamento intransigente de alguns professores, lamentou, e mesmo desapontado por não ter sido possível externar seu pensamento, esclareceu ainda, que os vereadores fizeram o que podiam, que a palavra final é do prefeito, como não foi possível chegar a um acordo entre as partes agora esta nas mãos da Justiça. Finalizou.

Vereador Marcos da Ana Cristina o parlamentar que é líder da bancada de situação na Câmara Municipal, depois de cumprimentar o público presente e aos que acompanha o através dos veículos de comunicação, afirmou “Serei breve, porque, pessoas escutam, mas, não entendem, enquanto outras entendem, mas, se fazem de desentendidas” (sic), rebateu ao colega Narcélio que em sua fala afirmou que o reajuste dos professores equivale a 300 mil reais e que não onera tanto a folha, “Na verdade é muito, esse valor em se tratando de uma folha que já está bastante onerosa” (sic), Marcos disse ainda que a todo instante a gestão está recebendo as reivindicações, mas, não tem como atender.

Nesse momento o vereador foi interpelado por vaias, gritos, vindo da plateia, mesmo assim, Manteve a calma, dirigindo-se aos professores e apelou “Por favor, me deixem concluir” (sic), sugeriu que a casa solicite um parecer do Ministério Público, pois, o mesmo disse temer chegar a data da audiência de conciliação (244), e nada seja resolvido. Concluiu.

Vereador Jorge Brito, depois de cumprimentar todos os colegas e a sociedade em geral, esclareceu ao colega líder de bancada que já fez a solicitação junto ao Ministério Público e agora irar mais uma vez encaminhar solicitação ao órgão para que o mesmo possa ajudar a fazer valer a lei “Estamos aqui tentando colaborar, mas, nós não temos o poder de resolução, deixar bem claro, se o prefeito está contratando comissionados, é de responsabilidade dele, eu já alertava desde a gestão passada que é um erro” (sic), Brito, reconhece que alguns cargos precisam ser contratados, “Todos nós estamos dialogando, o Marquinho sempre diz - tem que dar um choque de gestão, nós gestores quebramos o IPREMN, estamos prestes a ver velhinhos aposentados aqui na galeria questionando seus celulares” (sic).

Jorge sinalizou preocupação com a fala do colega Dr. Narcélio disse ter uma lista de pessoas que foram nomeadas e que diante da realidade que estamos vivendo entende que a prefeitura está precisando é dispensar, disse, Jorge trouxe ainda um esclarecimento, segundo ele, foi procurado por um cidadão querendo saber se Morada Nova estava entre as cidades com risco de epidemia de dengue, chikungunya, Zika e outras, o presidente Brito apresentou relatório da secretaria de saúde afirmando que não há em Morada Nova indícios de epidemia.

Jorge voltou a falar do projeto de indicação ao gestor para implantação do programa Hora de trator e assim, garantir aos Pequenos Agricultores o preparo de solo, sugerindo que o prefeito possa encaminhar projeto de lei com este objetivo, todavia, o mesmo respondeu que no momento não há a menor possibilidade. Dirigindo-se aos professores, assegurou que a Câmara municipal vem procurando fazer seu papel enquanto casa legisladora, que é função do vereador legislar, nenhum está fazendo favor aos professores, é obrigação parlamentar. Concluiu.

Vereador Cláudio Maroca, parlamentar socializou que está encaminhando ofício à secretaria de saúde solicitando providencias (dedetização), nos postos de saúde nas comunidades de: Pato, postos 1, 2 e 3 bem como nas escolas, na região do Aruarú, objetivando afastar os mosquitos transmissores de doenças como: Dengue, chikungunya e Zika vírus, Maroca socializou, também, que na segunda 2 de Abril, acompanhado dos colegas parlamentares Saraiva e Raquel Girão com apoio do Deputado Lucílvio Girão, para visita a Secretaria de Esporte do Estado para juntos reivindicarem material para os desportistas de Morada Nova.

O vereador lembrou-se da passagem da semana santa e sugeriu que todos possam refletir sobre a pascoa, e que todos respeitem ao próximo como a se mesmo. Finalizou.

Vereador Neto da Sinuca, o parlamentar que compõe a bancada de oposição voltou a cobrar sinalização vertical e horizontal na área urbana de Morada Nova, especialmente as faixas de pedestres, manifestou sua alegria com as chuvas registradas na região, com destaque das localidades mais sofridas. Denunciou a atitude truculenta da gestão municipal que segundo o parlamentar derrubou a barraca de duas Senhoras que vendiam merenda na área de domínio da secretaria municipal de saúde, Neto assegurou “Ali era um ganha-pão, porque as pessoas agora não têm onde comprar um café, sem falar que é mais duas famílias desempregadas no município” (sic).

Neto lamentou que os professores ainda continuem buscando seus direitos e não são atendidos, enquanto isso, os alunos ficam prejudicados com a greve “Vereador não tem moral com o prefeito, nenhum de nós Aqui tem moral com prefeito. Finalizou.

Vereador Geovan Barbosa depois de cumprimentar a mesa, todos os presentes destacou que o Aruarú chegou policiamento, porém, a segurança está pela metade, pois, segundo ele, a viatura deveria ter pelo menos quatro policiais, mas, a população está querendo entender, se esses quatro policiais tiram folga, por que não tem outros pra ficar permanente? Questionou, “Nesses últimos três dias vai de Morada Nova a viatura fazer uma ronda, dar uma volta na delegacia à noite, a população quer saber se o comandante vai colocar mais policiais e colocar pelo menos oito que é para quatro ficar trabalhando e Quatro de folga, fazendo apenas ronda não resolve, ontem mesmo aconteceu tiroteio” (sic).

Barbosa entende que Aruarú é entrada e saída de Morada Nova uma porta aberta, “Peça que o tenente Danilo para pelo menos nesses três dias (fim de semana santa), deixe os policiais permanente e que deu uma olhadinha no problema do som alto nos carro” (sic), nesse momento o parlamentar Geovan voltou-se para os professores e disse, “Cada pessoa tem que fazer sua parte, muitas vezes nós somos fracos, mas, a gente tem que tomar atitude precisamos ter sabedoria, eu estou aqui, eu não sei se realmente eu tô falando a coisa correto, ou errado, mas, eu tenho a convicção, enquanto não resolver o problema dos professores eu não voto em nenhum projeto nessa casa, e só assim o nosso prefeito vai ouvir melhor os vereadores, muitas vezes é preciso cair para levantar, muitas vezes, quando a gente ouve as pessoas que Deus é por mim e por você... Deus está do lado de quem está trabalhando, acredito que só assim alguém ia ver e valorizar os próprios vereadores, eu não sei se vou voltar essa casa futuramente, (Se referindo a um próxima), mas, eu como representante, eu tô fazendo meu papel, antes eu dizia que era uma formiguinha e a Formiguinha morreu, aqui dentro a formiguinha trabalha mais que um elefante eu quero é voar como Águia, Dizer para vocês que nesse sentido a onde vocês (professores), forem eu vou também” (sic).

Usando metáforas, Barbosa continuou “As pessoas às vezes podem confundir, eu não estou aqui querendo pressionar o prefeito, nem ninguém, no mais, eu quero rogar a Deus... quem sabe a gente pode também já, já ter notícia boa, eu tenho certeza que vocês professores estão sofrendo, assim, como nós vereadores estamos na mesma situação, representantes dos Pais dos alunos, cidadão comum, nós estamos aqui dando a cara pra bater, estamos aqui pra tentar ajudar de alguma forma” (sic). Finalizou.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Marfreitas

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também