TV Jaguar

Postado em 11/04/2018 às 16:00:00

compartilhar

Liberado 700 mil reais para calçamento na Rua da Dona Maria Pezinho e outras ruas de Limoeiro.

Liberado 700 mil reais para calçamento na Rua da Dona Maria Pezinho e outras ruas de Limoeiro.

Falando aos telespectadores da TV Jaguar, durante o programa Vale em Foco, apresentado pelo repórter Flávio Costa na quarta-feira 11 de abril, o vereador e ex-secretário de infraestrutura de Limoeiro do Norte Chico Baltazar, foi questionado a respeito dos projetos de pavimentação em calçamento de ruas nas comunidades de Boa Fé e Bairro Luiz Alves de Freitas.

Prontamente o vereador respondeu que nos primeiros dias de abril esteve em Fortaleza na companhia do colega vereador Heraldo de Holanda e do secretário Ederson Castro (Pimpão), onde conversaram com o Secretário da Fazendo do Estado, Mauro Filho, buscando saber a situação desses pleitos que são de fundamental importância para o município de Limoeiro.

Mauro Filho explicou aos mesmos, que os recursos já se encontram liberados e aguardam apenas a celebração do convênio do estado/município para que o município possa executar a obra, que é de mais de R$ 700.000 (setecentos mil reais), que corresponde a cerca de 12.000 metros quadrados de calçamento todo em Paralelepípedo.

Indagado sobre as ruas beneficiadas, Chico Baltazar contou que será pavimentada a travessa que liga a Avenida Sabino Roberto à Avenida dos Expedicionários, a Rua Maria Carmelita de Freitas, no Bairro Boia Fé, a rua Cônego Misael Alves de Sousa, a Rua Francisco Nunes Guerreiro, parte da rua Raimundo Remígio na localidade conhecida como Brotolândia. Aproveitando a oportunidade, o vereador informou que a comunidade de Cabeça Preta, na Chapada do Apodi, também foi contemplada pelo governo do estado através do secretário Mauro Filho que está disponibilizando emenda de mais R$ 700.000, para pavimentação naquela comunidade, que foi um pleito da primeira dama junto ao secretário Mauro Filho.

O parlamentar observou que a única preocupação agora é trabalhar para que o convênio entre estado e município seja assinado antes do prazo limite estabelecido pelo art. 73 da Lei n° 9.504 de 1997. que no inciso VI proíbe nos três meses que antecedem o pleito: realizar transferência voluntária de recursos da União aos Estados e Municípios, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública.

 

 

Fonte: Tv jaguar/Arnaldo Freitas.

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também