TV Jaguar

Postado em 16/04/2018 às 14:35:00

compartilhar

Banco do Nordeste regulariza R$ 1,7 bilhão em dívidas com produtores rurais, no CE, 42 mil já foram beneficiados

Banco do Nordeste regulariza R$ 1,7 bilhão em dívidas com produtores rurais, no CE, 42 mil já foram beneficiados

O Banco do Nordeste já regularizou, somente em 2018, mais de 18,4 mil operações de dívidas rurais, em sua área de atuação (Região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo). Entre liquidações e repactuações, o montante supera R$ 1,7 bilhão.

No Ceará, 42 mil produtores e famílias já foram beneficiados com a regularização de dívidas, o que representa R$ 660 milhões renegociado, como informou, em entrevista à edição desta segunda-feira, 16, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 103.4 – Expresso Grande Fortaleza + 25 emissoras no Interior), o superintendente de concessão de crédito do Banco do Nordeste, Zerbini Guerra. 

Depois de cinco anos de estiagem, muitos proprietários de terra tiveram dificuldades para manter em dia o compromisso com as parcelas dos débitos agrícolas, mas, ao entrarem com o processo de renegociação dos empréstimos, conseguiram redução dos juros e mais prazo para retomarem os pagamentos. Agora, os clientes beneficiados podem voltar a obter novos créditos e realizar investimentos em suas propriedades. A mudanças nas regras de renegociação das dívidas, por meio da Lei Eunício Oliveira (Lei 13.340), sancionada em 28 de setembro de 2016 e que foi prorrogada até o fim deste ano, permite que agricultores recebam descontos de até 95% em dívidas contratadas até 2011, podendo renegociar suas operações para pagamento até o ano de 2030, com parcelas a partir de 2021. Os juros da renegociação variam de 0,5% ao ano, para agricultores familiares, a 3,5% ao ano, para grandes produtores.

Segundo Zerbini Guerra, a Lei Eunício Oliveira permitiu a regularização de dívidas com um tempo longo de carência – primeira parcela para 2021 – o que atraiu os produtores que querem findar suas dívidas junto ao Banco do Nordeste. No Estado do Ceará, 100 mil produtores, de acordo com o superintendente de concessão de crédito do BNB, ainda não regularizaram suas dívidas com o banco e mais de 550 mil em toda a região Nordeste. Zerbini alerta que a lei não será prorrogada após 2018. O superintendente pede para que os produtores rurais, que ainda não renegociaram suas dívidas, que procurem uma agência do Banco do Nordeste o mais rápido possível, visto que a movimentação deve aumentar com a chegada do fim de ano.

Mutirões

Indagado sobre que ações o Banco do Nordeste tem realizado para atrair ainda mais produtores em prol de regularizar a situação junto ao Banco, Zerbini disse que as pessoas estão conscientes de essa é a melhor oportunidade de renegociar suas dívidas. “Essas são as melhores leis que já existiram na história do Banco do Nordeste”, enfatiza.

Para o superintendente, a lei é abrangente e enquadra tanto pequenos produtores, que devem R$ 200 ao BNB, quanto grande produtores, com dívidas que perpassam a casa de 1 milhão de reais. Por isso, o banco realiza regularmente mutirões, realizando atendimentos itinerantes em diversas localidades espalhadas pelo Nordeste. “A procura vem sendo muito grande. Foi o melhor resultado de regulação de dívidas que o Banco do Nordeste já teve em um único ano ao longo de toda a sua história”, finaliza.

 

 

 

 

Fonte: TV Jaguar/ Ceará Agora

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também