TV Jaguar

Postado em 25/06/2019 às 17:15:00

compartilhar

Mais de 10 mil crianças e adolescentes de 91 entidades serão beneficiadas pelo Programa Mais Nutrição do Governo do Ceará

Mais de 10 mil crianças e adolescentes de 91 entidades serão beneficiadas pelo Programa Mais Nutrição do Governo do Ceará

Garantir a segurança alimentar de crianças e adolescentes cearenses e a diminuição do desperdício de frutas, verduras e legumes não comercializados na Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa) é o objetivo do Programa Mais Nutrição, lançado nesta terça-feira (25), pelo Governo do Ceará. A iniciativa vai beneficiar, com sopa e polpa de fruta produzidas através dos alimentos doados, 10.368 jovens atendidos por 91 entidades cearenses selecionadas nesta primeira etapa.

A solenidade de lançamento contou com a presença do governador Camilo Santana e da primeira-dama Onélia Santana, idealizadora do Programa Mais Infância Ceará, do qual o Mais Nutrição faz parte. A ocasião marcou também a inauguração da fábrica onde os produtos serão processados e embalados.

O governador destacou o pioneirismo cearense ao tornar essa ideia realidade e a importância que o programa terá para garantir que as novas gerações cresçam se alimentando de maneira adequada para suprir suas necessidades nutricionais. “Aqui estamos garantindo alimentação. O projeto, quando estiver com toda sua capacidade operacional, vai fornecer 120 mil refeições por mês. Através de um processo de industrialização feito com alto rigor de controle de qualidade, com nutricionistas, estamos produzindo uma sopa e polpa de frutas para abastecer as entidades que trabalham com crianças e adolescentes. Vamos iniciar por Fortaleza, Caucaia e Maracanaú e a ideia é que possamos ampliar para todo o Ceará. Esta é uma ação pioneira no Nordeste, experiência que vem de Minas Gerais. Não tenho dúvida que vai contribuir e ajudar muito a evitar o desperdício de alimento, garantir segurança alimentar e qualidade na alimentação”, enfatizou Camilo Santana.

 Após a inauguração, o governador visitou ao lado da primeira-dama a estrutura da fábrica e conheceu passo a passo os processos para a produção dos alimentos. O chefe do Executivo estadual informou ainda que autorizou a liberação de R$ 1,3 milhão para que a Ceasa passe por uma reforma para garantir melhores condições aos comerciantes e clientes.

O programa

O Mais Nutrição está dentro do Programa Mais Infância Ceará. Ele foi estruturado em cima do combate ao desperdício de alimentos, enfrentamento à fome e alimentação saudável. Onélia Santana comentou sobre a necessidade de se cuidar da alimentação dos pequenos cearenses para garantir um futuro saudável a eles. “Nós ainda temos um percentual de crianças desnutridas, mesmo ainda pequeno diante da realidade do passado. Também temos crianças com obesidade por se alimentarem de maneira errada, então a gente precisa garantir a segurança alimentar de todas essas crianças”, disse.

O programa tem como objetivo manter um banco de alimentos “in natura” aproveitando os que seriam desperdiçados pelos comerciantes da Ceasa por questões meramente estéticas, mas que permanecem adequados ao consumo humano e com suas características nutricionais preservadas. Além disso, produzir polpas de frutas com as mais maduras e que não podem aguardar pela doação “in natura”. E, por fim, produzir um mix para a transformação em sopa através da desidratação de legumes (mandioca, cenoura, batata, abóbora, beterraba), mantendo o teor nutricional dos alimentos e garantindo a proteína, carboidrato e micronutrientes do Mix de Legumes . A fabricação contará com a doação mensal de 600kg de macarrão do Grupo M. Dias Branco. O mix terá ampla capacidade de atendimento, por ser de fácil e rápido preparo (1Kg de sopa prepara 40 porções) e de prazo de um ano de validade para consumo.

O Governo do Ceará não irá comprar nenhum desses alimentos graças à parceria com a iniciativa privada. A primeira-dama aproveitou a ocasião para agradecer a confiança dos empresários no projeto e a parceria das instituições que foram selecionadas para atender o público-alvo. “Hoje é um momento de agradecimento a todos que acreditaram. Quero agradecer aos permissionários. Estive aqui reunida com eles muitas vezes tirando as dúvidas, mostrando como iria acontecer. O terceiro setor que também faz um trabalho belíssimo no estado, chegando até as famílias e fazendo um trabalho junto a nossas crianças e adolescentes. Agradecer também ao Grupo M. Dias Branco, que todo mês vai enviar para cá 600 kg de macarrão”, pontuou Onélia.

Comida de qualidade sem nenhum custo
No início desta primeira etapa do Mais Nutrição serão atendidas 20 instituições que apresentaram uma estrutura mínima para o condicionamento e manipulação dos alimentos. A previsão é que até o próximo ano o programa seja ampliado e atenda todas as 91 instituições selecionadas, que em seu dia a dia desenvolvem atividades diversas nas áreas do esporte, lazer, arte, cultura, reforço escolar, entre outras.

O Lar Amigos de Jesus, em Fortaleza, está entre esses primeiros atendidos. À frente da instituição, Irmã Conceição conta que o local recebe por mês cerca de 240 crianças e adolescentes com seus familiares que vêm a Fortaleza para realizar o tratamento contra o câncer. São aproximadamente 84 pessoas que se alimentam seis vezes diariamente, além dos colaboradores, voluntários e as demais irmãs.

Conceição conta que com a ajuda na alimentação, o Lar vai poder destinar seus recursos para outras áreas. “Esse momento vai colaborar para uma boa alimentação de nossas crianças. Os recursos são poucos e nós temos outros gastos grandes com transportes, manutenção do prédio, funcionários. Com essa doação a gente já pode garantir o alimento. As crianças estão doentes e precisam de um alimento nutritivo. O Governo do Estado acertou na ‘mosca’ com esse programa”.

Equipes do programa visitaram e orientaram os beneficiados, onde foram analisadas as instalações físicas, existência de equipamentos e utensílios necessários para produção e oferta de alimentos (fogão, geladeira, pratos, panelas, talheres, etc). Além disso, oficinas de capacitação sobre noções de segurança alimentar e nutricional foram realizadas junto aos profissionais das entidades. O programa realizará monitoramento sistemático para analisar a melhoria dos hábitos saudáveis.

Tiago Dutra, da Associação dos Moradores do Parque Universitário, na capital cearense, agradeceu ao governador e à primeira-dama por garantirem alimentação às instituições que mais necessitam. “Em Fortaleza somos 186 entidades cadastradas no Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS). Essas são as que estão mais regulares em termos de documentação, sendo que nós temos mais 127 entidades de pequeno porte que não conseguem ter tanta estrutura para participar de editais de financiamento público e parcerias com instituições privadas. Quando foi pensado o Mais Nutrição se pensou nas entidades cadastradas no CMAS e a primeira-dama disse que queria que fossem atingidas também as menores, então foi feita uma reavaliação do projeto e foi aberto para todas. Dei o exemplo de uma entidade lá no Pirambu que tem um projeto gigantesco com as crianças, mas que muitas vezes fica até sem papel para fazer uma pintura com as crianças, então foi fantástico, pois chegou aonde deveria chegar”, comemorou Tiago.

Prazer em contribuir
A causa do Programa Mais Nutrição foi abraçada por dezenas de permissionários da Ceasa. Francimar Lima, conhecido como Mazinho, é um dos que vai doar frutas, legumes e verduras para o projeto. Ele estava acompanhado na solenidade de seu amigo Jean Pavarin, que também vai colaborar com a iniciativa. Ambos comercializam centenas de toneladas de alimentos por mês e enxergavam com dor o desperdício de comida que acontecia. Mazinho disse que comercializa diariamente cerca de 50 toneladas e o desperdício girava em torno de 2% a 5%, só que com o Mais Nutrição não precisará mais presenciar toda essa comida ir parar no lixo.

 “Fui convidado pela primeira-dama a participar desse projeto e abracei a causa, eu e outros empresários, porque é uma causa bonita, nobre e pioneira. Estamos aqui tentando ajudar para que o projeto tenha êxito e ajude a muitas famílias que necessitam”. Segundo ele, era um sentimento de tristeza e impotência ver tanta comida indo para o lixo. “Hoje, com o Mais Nutrição, isso não está acontecendo. A gente está doando os alimentos e eles estão sendo processados de uma maneira inteligente e atender a tantas famílias no estado”, comentou o empresário e parceiro do projeto.

Fernando Queiroz e sua família também são permissionários há 25 anos na Ceasa. Mesmo não atuando na comercialização de frutas e legumes, eles se sentiram no dever de apoiar o programa por meio da associação dos permissionários. “A gente trabalha com frios em geral e a nossa contribuição será através da associação, que tem em torno de 200 associados. Aqui na Ceasa a gente tem um desperdício grande com produtos quando eles não são mais comerciais, mas são produtos excelentes para fazer sopa, polpa de frutas, então encaixou muito bem com o Programa Mais Nutrição”, ressaltou.

 

 

 

Fonte: Tv Jaguar/Governo Ceara

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também