TV Jaguar

Postado em 04/10/2019 às 16:50:00

compartilhar

Alunos de Limoeiro do Norte recebem a II Caravana de combate à violência contra a mulher.

Alunos de Limoeiro do Norte recebem a II Caravana de combate à violência contra a mulher.

Na próxima quarta-feira (09/10), às 9 horas, o Núcleo Integrado Tecnológico - NIT, em Limoeiro do Norte, será a sétima unidade a receber a Caravana, atividade desenvolvida pela Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa. A Caravana visa levar às escolas o debate, dentre outros temas, sobre a igualdade de gênero, relacionamento abusivo, o respeito à diversidade e a Lei Maria da Penha, criando agentes transformadores, por meio de palestras e peça teatral.

Limoeiro do Norte apresenta índices expressivos de violência contra a mulher, e mais especificamente de violência conjugal. Essas práticas são legitimadas e reforçadas pelo machismo latente na região Nordeste e, com maior incidência, nas cidades do interior nordestino. Todos os dias, desde sua implantação, em 2010, uma média de 8 mulheres procura atendimento no Centro de Referência do município.

"É muito gratificante poder levar aos alunos recursos para que eles possam debater e ter consciência sobre o machismo, especialmente da violência contra nós, mulheres, e sobre relacionamento abusivo. É um tema que a gente precisa discutir, precisa levar para dentro das escolas", enfatiza a deputada Augusta Brito, Procuradora Especial da Mulher na Assembleia Legislativa.

A atividade conta com a parceria da Secretaria de Esporte e Juventude, Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Instituto Maria da Penha, Casa da Mulher Brasileira, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Mulher, União dos Vereadores do Ceará (UVC) Mulher, União Brasileira de Mulheres (UBM) e Núcleo de Acolhimento Humanizado às Mulheres em Situação de Violência (NAH - UECE).

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Assessoria

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também