TV Jaguar

Postado em 03/02/2020 às 17:30:00

compartilhar

Quixeré está entre os 72 municípios que atingem pelo menos 50% da meta de rematrícula escolar.

Quixeré está entre os 72 municípios que atingem pelo menos 50% da meta de rematrícula escolar.

Uma vez que a educação contribui na formação intelectual e moral de crianças e jovens, o afastamento destes, mesmo que voluntariamente dos centros de educação, trazem prejuízos moral e social aos ex-alunos. A evasão escolar ainda sendo um problema, o Ceará dribla os índices negativos, resultando em quase 50% de rematrículas em 2020, nos 176 municípios do interior, cadastrados na plataforma do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Que tem como meta resgatar 20% de todos os alunos que abandonaram a escola.

Até o dia 20 de janeiro, 6.114 estudantes ou (49,68%) da meta estabelecida, foram alcançados e segundo o chefe do Escritório do Unicef no Ceará, Rui Aguiar, 44 municípios ultrapassaram a meta; 29 passaram os 50%; 45 estão abaixo de 50% e 58 permanecem estagnados desde 2017. Desde 2017, O trabalho nos municípios visa resgatar crianças e adolescentes de 4 a 17 anos.

 

Dos municípios cadastrados na plataforma, Quixeré, no Vale do Jaguaribe, conseguiu superar a meta de 20%. 132 crianças e adolescentes estavam afastados da escola em 2007. Sendo necessário resgatar de 26 alunos para se cumprir a meta da UNICEF, mas a ação conjunta da secretaria de Saúde, Educação e Assistência Social culminou em 40 rematrículas na cidade.       

"Quando a gente se propõe a saber o porquê do abandono desses meninos e meninas e consegue trazer eles de volta, é de uma imensa felicidade. Cada um que a gente leva de novo para a escola, já diminui o índice de violência e com certeza, eles poderão ter um futuro mais próspero, por isso já vale o esforço da equipe", avalia a coordenadora da Atenção Primária de Quixeré, Talita Alves.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / ASCOM

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também