TV Jaguar

Postado em 19/02/2020 às 11:00:00

compartilhar

Nota do Movimento de Mulheres do Vale do Jaguaribe em solidariedade a jornalista Raquel Tavares.

Nota do Movimento de Mulheres do Vale do Jaguaribe em solidariedade a jornalista Raquel Tavares.

Nós, mulheres do Movimento de Mulheres do Vale do Jaguaribe – Girassóis, apresentamos nossa solidariedade à jornalista Raquel Tavares (TV Jaguar), em razão do discurso desrespeitoso, autoritário e misógino que lhe foi dirigido pelo vereador Maurício Martins (Câmara de Russas). Sem entrar no mérito da questão que moveu o vereador a proferir tantas ofensas, observamos que Raquel Tavares, no exercício de sua profissão, apresentou comentários políticos que se ancoraram na livre expressão do pensamento. Ademais, atentamos para o fato que o discurso desqualificador do
supracitado vereador foi centrado na pessoa de Raquel Tavares, embora ela estivesse em uma equipe formada por quatro comentaristas políticos, sendo ela a única mulher da equipe.

Os ataques foram pessoais e, desvelam, além do caráter machista, a incapacidade de diálogo e a completa falta de argumentos do vereador. Basta! A sociedade não pode fechar mais olhos e tampouco se calar diante de atitudes intoleráveis, é preciso agir para não correr o risco de naturalização.

É verdade que, em larga medida, o mundo tem mudado. Basta viver e conviver nesta sociedade para fazer tal afirmativa. Entretanto, as evidências são contraditórias. Quando se nasce (ou transforma-se em) mulher as transformações ficam minúsculas, as vezes quase invisíveis, principalmente quando ocorrências como a do vereador Maurício Martins, homem público escolhido pelo povo, insiste em nos lembrar que somos mulheres. A mudança de século, as transformações biotecnológicas, informacionais e educacionais que marcam a civilização deste tempo histórico não permitiu, infelizmente, que processos de humanização ocorressem. Ao contrário, os comportamentos mais medievos, ancorados no patriarcalismo, persistem em algumas almas que, por algum motivo, repetem práticas misóginas, machistas, ignorantes e por isso mesmo reprováveis, inaceitáveis.

O comportamento deste senhor não está descontextualizado, ele está compatível com inúmeras situações de homens públicos que não temem a sociedade, as leis e desconsideram princípios educativos básicos. É um lugar comum, homens que ocupam o poder público sentirem-se livres para agredir e desqualificar mulheres, sobretudo aquelas que tem posicionamento crítico. Esses ataques nos maltratam psicologicamente, moralmente e reforçam subjetividades na população, dentre as quais, a ideia de que determinados espaços não são para as mulheres; que a opinião das mulheres não deve ser considerada; que o corpo da mulher pode ser objeto de achincalhamento, etc;.
Por Ela e Por Todas Nós – reafirmamos a luta contra todas as formas de violência!

Limoeiro do Norte, 19 de Fevereiro de 2020

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Movimento de Mulheres do Vale do Jaguaribe

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também