TV Jaguar

Postado em 10/03/2020 às 19:30:00

compartilhar

UVC Mulher e Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Ceará realizarão o I Encontro Estadual de Mulheres na Política.

UVC Mulher e Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Ceará realizarão o I Encontro Estadual de Mulheres na Política.

A Procuradoria Especial da Mulher tem a competência de fiscalizar e acompanhar a execução de programas que visem à promoção da igualdade de gênero, além de promover pesquisas, seminários, palestras e estudos sobre violência e discriminação contra a mulher, bem como acerca de seu déficit de representação na política, inclusive para fins de divulgação pública e fornecimento de subsídio às Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa, dentre outras atribuições. A Procuradoria Especial da Mulher tem a competência de fiscalizar e acompanhar a execução de programas que visem à promoção da igualdade de gênero, além de promover pesquisas, seminários, palestras e estudos sobre violência e discriminação contra a mulher, bem como acerca de seu déficit de representação na política, inclusive para fins de divulgação pública e fornecimento de subsídio às Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa, dentre outras atribuições. 


O Mapa Mulheres na Política 2019, um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) e da União Interparlamentar divulgou que no ranking de representatividade feminina no Parlamento, o Brasil ocupa a posição 134 de 193 países pesquisados, com 15% de participação de mulheres. A baixa representatividade das mulheres brasileiras na política se reflete também no Congresso Nacional. Dos 513 deputados só 77 são mulheres e somente 12 senadoras entre os 81 eleitos. A representação feminina no governo federal está entre as piores do mundo, haja vista que o país possui apenas 9% de representatividade feminina nos cargos do Governo Federal, onde a média mundial é de 20,7%.


Utilizando como base as eleições municipais de 2016, verifica-se que cerca de 68% das cidades sequer tiveram uma candidata à Prefeitura. O reflexo disso é que hoje, a cada dez municípios, somente um é administrado por uma mulher. Atualmente, no Estado do Ceará, a participação feminina na política ainda é discreta. Dos 2.176 vereadores eleitos em 2016, são 355 vereadoras; dos 184 municípios, 23 são comandados por mulheres; são 32 vice-prefeitas; dos 46 Deputados Estaduais eleitos em 2018, 6 são mulheres; e dos 22 Deputados Federais, temos apenas uma mulher. 

 

PÚBLICO ALVO:
❖ Mulheres com mandato

❖ Candidatas a cargo eletivo

❖ Componentes de associações comunitárias, conselhos, fóruns de mulheres

❖ Movimentos coletivos do estado da área (mulher na política)

❖ Coletivos de mulheres em geral: feministas, partidários, movimento negro e indígena, educação, saúde, etc.

❖ Seções de mulheres de entidades de classe: sindicatos, associações, fundações etc.

❖ Alunas e professoras de instituições públicas de educação (fundamental, médio e superior)

❖ Mulheres interessadas no tema 

 

OBJETIVO GERAL DO EVENTO:
❖ Unificar as ações de políticas para mulheres daquelas que já possuem mandato;

❖ Compartilhar as experiências de mulheres detentoras de mandatos;

❖ Estimular a participação de estudantes e lideranças femininas comunitárias na política;

❖ Incentivar as mulheres que já estão inseridas em partidos políticas a serem candidatas;

❖ Aproximar as mulheres da periferia da política partidária;

 

LOCAL: AUDITÓRIO MURILO AGUIAR - ASSEBLEIA LEGISLATIVA DO CEARÁ

DATA: 23 DE MARÇO
DURAÇÃO: 8h às 18h

DATA: 24 DE MARÇO
DURAÇÃO: 8h às 18h

 

 

Fonte: TV Jaguar

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também