TV Jaguar

Postado em 17/10/2020 às 10:00:00

compartilhar

TJCE faz história e conquista segundo lugar em duas categorias no Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

TJCE faz história e conquista segundo lugar em duas categorias no Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

Em conquista inédita, o Judiciário cearense obteve o segundo lugar em duas categorias do 18º Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. O anúncio ocorreu nesta sexta-feira (16/10), durante o encerramento de seminário virtual promovido pelo Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ). Por meio da Assessoria de Comunicação, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) foi destaque com o “Novo Judiciário em Evidência” (categoria Programa de TV) e o “Case Modernização do Judiciário” (categoria Relacionamento com a Mídia).

A premiação, uma das mais importantes do segmento, reconhece as melhores práticas realizadas pelas Assessorias de Comunicação de todos os órgãos do Sistema Judicial do país. Ao todo, 198 projetos foram inscritos, em 2020, com a participação de 43 instituições. “Esse é um grande momento para a Comunicação do TJCE. Nós nunca tínhamos sido finalistas, mas este ano chegamos à final em duas categorias, conquistando dois segundos lugares, disputando com projetos de tribunais com orçamento muito superior ao nosso. É um grande resultado”, afirmou o presidente do TJCE, desembargador Washington Araújo.

Segundo o chefe da Assessoria de Comunicação do TJ cearense, jornalista Ilo Santiago Jr, “todos os projetos apresentados neste ano são excelentes. Estar entre os finalistas já é um grande prêmio. Fizemos história em entrar no dificílimo rol de finalistas. Isso é fruto de uma reestruturação realizada na Comunicação no ano passado e, principalmente, do empenho de todos os profissionais da Ascom do TJCE, que se adaptaram rapidamente a esse modelo. É momento de agradecer também à Gestão: ao presidente, desembargador Washington Araújo; à vice-presidente, Nailde Pinheiro Nogueira, e ao corregedor-geral, desembargador Teodoro Silva Santos”.

 

 O “Novo Judiciário em Evidência” chegou à final concorrendo com o “Programa Jornada” (Tribunal Superior do Trabalho) e o “Programa Justiça do Trabalho” (TRT – 7ª Região). “Ser destaque do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça tem dois aspectos principais. O primeiro é que estamos fazendo um excelente trabalho e estamos no caminho certo enquanto comunicadores públicos. O segundo é o reconhecimento do nosso esforço. O programa é feito com muita dedicação. É desafiador ao tratar os assuntos de interesse público com foco no cidadão, sem deixar de abordar as características institucionais do Poder Judiciário”, destacou o jornalista Francisco José Rosa, editor do programa.

Já o “Case Modernização do Judiciário” disputou com “Atendimento à imprensa no caso João de Deus, maior denúncia de abuso sexual do Brasil” (Tribunal de Justiça de Goiás) e “Gerenciamento de crise – caso de defensor detido pela PM em manifestação” (Associação Paulista de Defensores Públicos). Na fase classificatória, a iniciativa havia concorrido com outros 15 trabalhos, na categoria Relacionamento com a Mídia, que abrange peças em qualquer suporte ou formato, incluindo releases, encontros, eventos e campanhas.

“É motivo de muito orgulho saber que todo o nosso trabalho e esforço junto à imprensa cearense trouxe resultados tão satisfatórios e surpreendentes. Satisfação porque fortalecemos o vínculo com os veículos de comunicação, que foram fundamentais na transmissão dos reais objetivos da Modernização do Judiciário, e surpreendente por nos ter levado a ficar entre os melhores, em todo o Brasil, em uma premiação tão importante como esta”, ressaltou a jornalista Talita Silva, responsável pela condução do projeto.

CONHEÇA OS PROJETOS

O “Novo Judiciário em Evidência” estreou em julho de 2019, com alterações no formato para se adequar ao atual contexto de interatividade e das rápidas mudanças, que exigem comunicação cada vez mais dinâmica. O programa, criado em 2012, ganhou estúdio virtual, nova identidade visual e trilha. Passou a ser mensal, aprofundando tema específico e com conteúdo mais atemporal, saindo do formato de telejornal para estilo mais próximo do documentário. O trabalho editorial é feito pela equipe da Assessoria de Comunicação Social do TJCE, cabendo à MT Vídeo a parte técnica.

O “Case Modernização do Judiciário” consistiu em um plano de comunicação voltado à imprensa para explicar os motivos e objetivos da reformulação (agregação de comarcas sem fechamento de nenhum fórum) da Justiça do Ceará, evitando interpretação equivocada por falta de maior diálogo com os profissionais da mídia. O projeto foi apresentado a jornalistas e editores, com transparência e clareza, e incluiu visitas às redações e trabalho especial junto às rádios das cidades que iniciaram o processo de mudança, além de coletiva de imprensa com o presidente do Tribunal.

PRÊMIO

O Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça é uma iniciativa do FNCJ, entidade sem fins lucrativos formada por profissionais de Comunicação do Judiciário, do Ministério Público, de Defensorias, da Ordem dos Advogados do Brasil, dos Tribunais de Contas e instituições afins e voltada ao desenvolvimento de debates e ações para aproximar as organizações públicas do cidadão. O seminário on-line substituiu o Congresso Brasileiro de Assessores de Comunicação e Justiça (Conbrascom), adiado para 2021, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

 

 

 

Fonte: TJCE

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também