TV Jaguar

Postado em 11/10/2016 às 18:00:00

compartilhar

Ausência de diálogo do Governo com profissionais da Saúde pode deflagrar greve geral

Ausência de diálogo do Governo com profissionais da Saúde pode deflagrar greve geral

O Movimento Unificado dos Profissionais da Saúde do Ceará, que reúne 10 (dez) entidades sindicais, vem a público externar repúdio ao tratamento do Governo do Estado ao negar-se, mais uma vez, ao diálogo com os profissionais da área durante mobilização realizada, na manhã desta terça-feira (11), em frente ao Palácio da Abolição, em Fortaleza, com o objetivo de buscar garantias materiais de dignidade para a Saúde e consequente melhoria na prestação dos serviços à população.

O descaso do Governo será levado às categorias na próxima quinta-feira (13), às 19h, durante reunião no auditório do Conselho Regional de Odontologia do Ceará – Rua Gonçalves Lêdo, nº 1655, Joaquim Távora, Fortaleza – em que os profissionais podem decidir por uma greve geral das categorias.

Desde março deste ano, as categorias vêm tentando um canal de negociação com o Governo. Somente uma das entidades, o Sindicato dos Médicos do Ceará, enviou oito ofícios solicitando audiência com o governador, mas estes ainda estão sem respostas.

Durante o ato desta manhã, as categorias reivindicaram: reposição das perdas salarias; efetivação de concursados, realização de concurso público e posicionamento contra a precarização do trabalho na área; bem como exigência ao cumprimento do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores públicos do Estado do Ceará. 

Tratamento indigno aos profissionais e à Saúde 

Entretanto, o governador que, segundo informação extraoficial do Secretário Estadual de Saúde, Henrique Javi, iria receber as categorias, fechou as portas do Palácio da Abolição e deixou os profissionais esperando sob o sol, mesmo após o envio de uma lista de identificação dos presentes ao ato.

Além da falta de diálogo os servidores da Saúde ainda sentiram-se intimidados com a presença de uma equipe de filmagens, supostamente contratada pelo Governo. “O governador não nos recebe e ainda manda filmar a mobilização para nos intimidar. Mas não vamos desistir e permaneceremos unidos porque a luta não é somente dos profissionais. É também da população que sofre com a péssima situação da Saúde Pública”, destacou o presidente do Sindicato dos Odontologistas do Ceará (Sindiodonto), Cláudio Ferreira. 

Sobre o Movimento

Fazem parte do Movimento Unificado dos Profissionais da Saúde do Ceará: Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Ceará (SASEC), Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Ceará (Senece), Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Ceará, Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Estado, Sindicato dos Fonoaudiólogos do Estado do Ceará (Sindfono), Sindicato dos Nutricionistas do Ceará (SINDNUCE), Sindicato dos Odontologistas do Estado do Ceará (Sindiodonto), Sindicato dos Psicólogos do Estado do Ceará, Sindicato dos Médicos do Ceará e Sindicato dos Médicos Veterinários do Ceará.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Rosana Amazonas

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também