TV Jaguar

Postado em 28/11/2016 às 19:00:00

compartilhar

Sagração do Chão dos Mestres e Forró Pé de Serra estiveram entre as atrações na última noite do X Encontro de Mestres do Mundo.

Sagração do Chão dos Mestres e Forró Pé de Serra estiveram entre as atrações na última noite do X Encontro de Mestres do Mundo.

A programação de encerramento do X Encontro de Mestres do Mundo teve inicio às 19h de sábado, dia 26 de novembro, com a apresentação da Mestra Maria do Horto da cidade de Juazeiro do Norte, com a Sagração do Chão dos Mestres no palco dos brincantes. O Grupo Tradição de Guaramiranga participou com peças de dramatização, sob a coordenação da Mestra Zilda, sendo sequenciada pelo Boi Estrela de Quixeramobim do (Mestre Piauí) de Quixeramobim.

A dança de Coco também foi destaque entre as atrações da última noite do Festival dos Mestres do Mundo de 2016, na cidade de Limoeiro do Norte, com apresentação da Cia de Dança de Coco da Lagoa do Alagadiço do Mestre Moisés da cidade de Trairi. Nau Catarinense e Forró Pé de Serra, também estiveram presentes no palco central dos Mestres do Mundo. A atração internacional ficou por conta do Mestre Hosoo da Mongólia. 

Durante os três dias do X Encontro dos Mestres do Mundo, os visitantes tiveram a oportunidade de participar de oficinas culturais, exposição de fotografias dos Mestres da Cultura Brasileira, além da exposição e feira de produtos artesanais produzidos pelos artistas oriundos de várias partes do país participantes da 10ª Edição do Encontro dos Mestres do Mundo.

O Mestre Expedito Celeiro, da cidade de Nova Olinda falou da alegria por está participando de mais uma edição do Encontro dos Mestres, para expor os seus produtos. Mestre na fabricação artesanal de produtos em couro, o mestre conta que o ofício de produzir peças a partir de peles de animais (couro), ele aprendeu ainda quando era criança. “Eu já nasci dentre de uma oficina de coureiro, pois o meu pai já trabalhava no ramo”. Ele fazia uma peça grande, e eu aproveitava e fazia pequena, parecida com a que ele fazia, até que peguei gosto pela profissão e já estou na quarta geração de uma família de coureiros. Conta o Mestre Expedito Celeiro.

Mestre Expedito considera-se um homem realizado, pois conseguiu criar toda a família com o sustento tirado do seu trabalho. Ele contou ainda que hoje ele já tem o trabalho reconhecido em todo o país, e que já participou de várias feiras e exposições de produtos artesanais, já tendo o mesmo conquistado vários títulos como forma de reconhecimento pela qualidade dos produtos que ele fabrica. Em conformidade com o Mestre Expedito Celeiro, os seus produtos são usados por artistas famosos que visitam as feiras e exposições, e depois fazem as encomendas.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Nilo Leite

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também