TV Jaguar

Postado em 16/01/2017 às 16:00:00

compartilhar

Para o secretário Toinho Gonçalves só uma gestão responsável mantém equilíbrio financeiro.

Para o secretário Toinho Gonçalves só uma gestão responsável mantém equilíbrio financeiro.

A choradeira nas Prefeituras Municipais Brasileiras é geral, haja vista, que a decadência na Economia Nacional resultou em queda do FPM- Fundo de Participação dos Municípios em todas as cidades da Nação, o que obrigou os prefeitos a se comportarem de maneira à adequar as ações públicas a dura realidade vivida pelos municípios, dizendo não, para o que não era essencial, e priorizando mais ainda as ações que resolvem as carências da comunidade.

No Vale do Jaguaribe foram poucos os prefeitos que conseguiram a reeleição, observando que apenas aqueles que implantaram uma política financeira realista, conseguiram êxito na eleição de outubro de 2016, como por exemplo, Zé Abner- Jaguaribe, Weber Araújo- Russas, José Juarez- Iracema e em Quixeré o prefeito Bessa, que tem no gerenciamento dos recursos públicos o Secretário de Finanças Antônio Joaquim Gonçalves (Toinho do Banco), que planeja e discute os gastos e investimentos para a tranquilidade da gestão municipal de Quixeré.

Falando a nossa reportagem, Toinho explicou que era muito grande a expectativa para a economia a nível nacional é muito difícil, frisando que esse ano de 2017, ainda é um ano de recuperação financeira, fazendo necessário que seja mais bem estudado os acontecimentos de inicio de ano, ou seja, a aplicação de recursos do orçamento para o ano em curso tem que ser melhor planejado que em 2016.

Segundo ele, só as pastas da Educação e da Saúde corresponde a cerca de 70% das despesas do município, que tem obrigações de promover e promove estes serviços a contento, sendo que na saúde, Quixeré gasta cerca de 30% dos recursos. Na Saúde preventiva, são repassados mais de 500 mil reais para a Policlínica Regional, além das despesas mensais com dívidas da Prefeitura, como 100 mil reais de precatórios e 17 mil da dívida negociada com o INSS.

Toinho ressaltou, que mesmo pagando dívidas de gestões anteriores, o prefeito Bessa tem procurado fazer obras com recursos federais e estaduais, ofertando apenas a contra partida conseguindo convênios para fazer calçamento na cidade e na periferia, o novo matadouro público e adutoras para abastecer as comunidades rurais, assim como, está trabalhando em Projetos de Abastecimento para o distrito de Lagoinha.

Para ele, a receita do sucesso é ter responsabilidade sobre o que compra, e controle daquilo que recebe, melhorar o controle interno e implantando prioridades onde os recursos têm de ser aplicados para atender as carências dos munícipes, dizendo não para algumas coisas, pois cada sim, representa uma despesa a mais para a administração que já pagou nos primeiros 4 anos, uma dívida herdada no valor de 4 milhões e 800 mil reais.

Em suas palavras ficou compreendido para quem é bom observador, que o cinto vai apertar mais ainda neste ano de 2017, para que a máquina administrativa continue funcionando e arcando com suas responsabilidades financeiras e administrativas junto aos servidores municipais, credores e toda a população Quixereense.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Arnaldo Freitas

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também