TV Jaguar

Postado em 21/03/2017 às 17:00:00

compartilhar

Russas: Falta do transporte Escolar e concurso público dominou a sessão da Câmara municipal

Russas: Falta do transporte Escolar e concurso público dominou a sessão da Câmara municipal

Na terça-feira (21) aconteceu no plenário vereador Luiz Miramar Nogueira, mais uma sessão ordinária do legislativo municipal russano, sob a presidência do vereador Francisco Amarilio de Lima Ribeiro. Na mesma, foram apresentados diversos requerimentos protocolados pelos vereadores, dentre eles, o do vereador, Haroldo Torquato, solicitando a recuperação do pavimento asfáltico da Avenida Dom Lino, do vereador Paulo Santiago, requerendo a imediata suspensão do concurso público da Prefeitura de Russas e a regularização da Lei, e o requerimento do vereador Piquet Nogueira solicitando a recuperação do pavimento asfáltico da Avenida Maria Ramalho.

No pequeno expediente da sessão, usaram a palavra para defenderem seus requerimentos escritos ou verbais os vereadores: José Martins de Santiago Júnior, Paulo Roberto Mendonça de Santiago, Raimundo Maia de Oliveira (Raimundo Quincó), Rodolfo Nogueira de Araújo, João Francisco Nogueira (Piquet Nogueira), João Paulo da Silva Moreira e Joaquim Haroldo Torquato de Sousa.

 

Antes de iniciar o grande expediente, atendendo ao ofício apresentado na sessão anterior, a mesa diretora concedeu a tribuna popular ao presidente do Grêmio Estudantil da Escola Manuel Matoso Filho, o aluno José Maria. Com a palavra, o estudante cobrou a retomada das rotas de transporte escolar no município de Russas. Tendo em mão a planilha com as rotas que interessam diretamente a seus colegas estudantes, José Maria passou a descriminar as rotas que estão em funcionamento desde o início do ano letivo, outras rotas que passaram a acontecer devido a intervenção do vereador Amarilio Ribeiro e outras que ainda não iniciaram.

Para abrir o grande expediente, foi convidado a fazer uso da tribuna pelo tempo regimental de 10 minutos o vereador Júnior Martins, que disse ser inadmissível que um município como Russas, ainda sofra com deficiências na educação, e que os alunos faltem as aulas devido a inoperância dos transportes escolares. O parlamentar frisou que como vereador é um fiscalizador do executivo, e tem de buscar saber onde estão as falhas da máquina administrativa que acarretaram em prejuízo para a educação dos filhos de Russas.

O vereador Paulo Santiago, lembrou-se do projeto de Lei do executivo municipal, do ano de 2013, solicitando do legislativo, a autorização para o município contrair empréstimo visando a aquisição de recursos para máquinas e pavimentação. Sendo que na época as prioridades eram outras. Mas, Paulo afirmou que hoje seria favorável a aprovação de uma lei que autorize o município a contrair empréstimo para comprar transportes escolares, ambulância e outros veículos. Segundo ele, só os valores pagos aos transportes alocados no município dariam com sobra para pagar a parcela do empréstimo.

O vereador Sargento Girleudo usou a tribuna para defender o deputado federal Danilo Forte, das acusações do colega Maurício Martins. Segundo Girleudo, de 2013 à 2016, o deputado encaminhou muitos recursos para Russas como por exemplo: R$ 500.000,00 para pavimentação em calçamento na comunidade de Flores, R$ 300.000,00 para a urbanização da entrada da cidade, recursos para implantação da UFC em Russas, e mais de R$ 100.000,00 destinados a programas esportivos e recursos para praças em diversas localidades, mas esse dinheiro foi usado pela gestão para outros fins, mas se comprometendo em fazer as praças com recursos do município.

O vereador Maurício Martins, contou que fez pesquisas no Ministério da Educação no sentido de adquirir transporte escolar para Russas, afirmando que o pagamento pelos transportes alugados daria para pagar a prestação da compra de ônibus novos. Maurício solicitou do Procurador do município, que este venha a Casa Legislativa para dar explicações as pessoas, evitando prejudicar a realização do concurso. Lembrando o discurso relacionado ao deputado Danilo Forte e Magela Estácio, ele disse que não retira um palavra do que disse. Segundo ele, se Danilo Forte tivesse força, teria ajeitado a comunidade de Jardim de São José, mostrando também a falta de prestígio do vice-prefeito.

O vereador João Paulo Moreira cobrou do executivo municipal, que realizasse a limpeza de ramos e entulhos no Bairro da Catumbela, o edil afirmou ainda ser injusto pagar três mil reais à um Fiat velho e apenas um mil e quinhentos reais a um ônibus que transporta dezenas de alunos. Segundo o vereador, o maior mal de Russas é que o tesouro do município é dividido com pessoas de fora. João Paulo disse ainda que o Russas está envolvida em uma onda de corrupção, com meia dúzia de pessoas que se acham donas da cidade, e perseguem os filhos da terra. Para ele, se a corrupção em Russas não é combatida, não é porque os vereadores não fiscalizam, mas porque a Justiça é lenta demais.

O vereado Haroldo Torquato, agradeceu ao secretário de agricultura de Russas, Nilson Mendonça, que está trabalhando o peixamento dos açudes com alevinos de cará. Haroldo relatou que o ex-assessor da prefeitura Dr. Roberto Castelo, requereu do município na Justiça, cerca de 800.000,00 (oitocentos mil reais). Se dirigindo ao vereador Rodolfo Nogueira, presidente da comissão de educação, pediu que este continuasse fiscalizando o município, mas que fizesse o serviço com seriedade. Sobre as acusações do vereador João Paulo, ele disse que o vereador não prova que o ele seja culpado de qualquer coisa. Frisando que o prefeito Weber Araújo continua sendo o maior prefeito de Russas.

Passado o grande expediente, a sessão foi suspenda por 5 minutos, para que os membros da Comissão de legislação da Justiça discutissem com as bancadas, possíveis erros encontrados na lei que rege o concurso do município, no intuito de devolver a lei para ser reparada pelo município, não prejudicando assim a realização do concurso, pois o mesmo não seria aprovado pela comissão da forma que se encontrava.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Arnaldo Freitas

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também