TV Jaguar

Postado em 23/07/2018 às 06:00:00

compartilhar

Parque Martins concede honraria ao deputado Daniel Oliveira e ao senador Eunício Oliveira.

Parque Martins concede honraria ao deputado Daniel Oliveira e ao senador Eunício Oliveira.

No sábado, 21 de julho, a direção do Parque Martins, em Tabuleiro do Norte, reuniu autoridades e representantes das Associações dos Vaqueiros do Vale do Jaguaribe, em seu salão de festas,  onde realizou a solene entrega da comenda honrosa ao deputado Estadual Daniel Oliveira e ao presidente do Senado Federal Senador Eunício Oliveira, em honra ao mérito pela luta de criação da Lei 13.364/2017, que elevou a vaquejada a condição de manifestação da cultura nacional e patrimônio cultural e imaterial do Brasil.

Na solenidade, o Netinho Martins, representando o Haras Parque Martins, falando em nome das Associações e dos Vaqueiros da região, expressou a gratidão da categoria, pelo empenho dispersado pelos políticos a causa vaqueira.

O deputado Daniel Oliveira agradeceu a honraria e se colocou a disposição dos vaqueiros. Já o senador Eunicio Oliveira, cumprindo agenda fora do país, foi representado pela vereadora Lindalva Batista Linhares, que em nome do senador também agradeceu a comenda e destacou as raízes rurais e portanto vaqueiras do senador Cearense. Amante da cultura da Vaquejada, o secretário de infraestrutura de Limoeiro do Norte, Ítalo Diógenes, que também é um fiel aliado do Senador e do Deputado, prestigiou o momento solene e ressaltou a importância da ação dos dois parlamentares cearenses na solução do problema que ameaçava a realização das Vaquejadas no Nordeste Brasileiro.   

Entenda Melhor a Matéria.  

O Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional 96, alterando o artigo 225 da Constituição Federal, autorizando a vaquejada bem como outras práticas desportivas e manifestações culturais com animais no pais. O novo artigo determina ainda que a vaquejada seja registrada como “bem de natureza imaterial”.

A proposta foi aprovada em dois turnos no Senado e na Câmara e entrou em vigor a partir da publicação no Diário Oficial, o que aconteceu a 30 de novembro de 2017. Para comemorar, o presidente da do senado, Senador Eunicio Oliveira realizou uma sessão solene com a presença do presidente da Câmara, Rodrigo Maia  e vários representantes de associações de vaqueiros.

A decisão do Congresso torna sem efeito o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que em outubro de 2016, julgou inconstitucional uma lei do estado do Ceará que reconhecia a vaquejada como esporte e patrimônio cultural. Segundo a Associação Brasileira de Vaquejada, a festa movimenta cerca de R$ 600 milhões e gera em torno de 700 mil empregos.

 

 

Fonte: Tv Jaguar/ Arnaldo Freitas

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também