TV Jaguar

Postado em 03/11/2018 às 09:00:00

compartilhar

Vereador João Batista sentiu-se traído na disputa para presidência da Câmara municipal de Quixeré.

Vereador João Batista sentiu-se traído na disputa para presidência da Câmara municipal de Quixeré.

Conforme relatou o atual presidente da Casa Legislativa, no decorrer da semana que antecedeu a eleição para escolha da nova composição da mesa diretora, ele chegou a participar de uma reunião na casa do prefeito, com a presença dos demais vereadores, com a finalidade de discutir a formação das chapas e o posicionamento do chefe do executivo para o pleito.

João Batista afirmou que no ato da reunião pôde perceber uma pressão muito forte sobre o prefeito, tendo o vereador combinado com o prefeito Bessa, uma nova reunião para falar sobre a possibilidade de apoio para a reeleição.

Seu João afirmou que naquele momento, ele já havia deixado claro que tinha a pretensão de disputar a reeleição, mas se houvesse um acordo, ele votaria em qualquer um dos nomes indicados pelo prefeito Bessa, com exceção do vereador Samuel Isidoro.

O atual presidente da Câmara municipal de Quixeré afirmou que o prefeito não cumpriu o compromisso de realizar outra reunião como foi combinado, consolidando-se dessa forma, o apoio do mesmo a chapa encabeçada pelo vereador Samuel de Melo Rodrigues com o apoio dos vereadores da bancada de oposição. Seu João aproveitou o ensejo para expressar o sentimento de decepção, já que sempre teve o prefeito Bessa na conta dos homens sérios e que sempre honrou nos compromissos como político. O edil foi enfático em afirmar que foi traído pelo grupo do prefeito no processo para escolha da composição da nova mesa diretora.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Nilo Leite

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também