TV Jaguar

Postado em 16/11/2018 às 17:25:00

compartilhar

Direção do SINTSEM alerta vereadores sobre possíveis matérias que venha tirar direito dos servidores.

Direção do SINTSEM alerta vereadores sobre possíveis matérias que venha tirar direito dos servidores.

Na sessão de quarta-feira, 14 de novembro, Aristide Lima presidente do SINTSEM esteve na tribuna da Câmara municipal de Limoeiro, segundo ele, o objetivo principal era de contestar a proposta de intensão do chefe do executivo, cuja redação "visa a retirada de alguns benefícios já adquiridos pela categoria". Na visão de Aristides, a proposta é tida como um ataque aos direitos dos professores.

Outro ponto questionado pelos manifestantes, acrescentou Aristides, diz respeito ao repasse do FUNDEB, cujos recursos, da ordem de 18.000.000,00 (dezoito milhões de reais) já se encontram em caixa, mas o município ainda não se manifestou sobre o rateio. Segundo o presidente do SITSEM, do montante que se encontra disponível para o município, 60% do total deve ser repassado aos professores e os outros 40% para ser aplicado em manutenção das escolas e compra de equipamentos.

O professor Paulo Draigo que esteve acompanhado de outros professores na Câmara municipal afirmou que estavam ali presentes para protestar contra a proposta apresentada pela gestão municipal, que apesar de ser apenas uma proposta,  esboçava a pretensão de se retirar alguns direitos já adquiridos pela categoria. O professor afirma que todos estão cientes das dificuldades enfrentadas pelos municípios, mas esperam que pelo menos os benefícios que foram conquistados, com muita dificuldade, estes sejam mantidos. Paulo Draigo fez questão de salientar que a manifestação realizada na quinta-feira, 07 de novembro, é para o bem do município de Limoeiro do Norte e, que a classe não tem pretensão contra o gestor e sim garantir seus direitos.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Nilo Leite

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também