TV Jaguar

Postado em 27/11/2018 às 06:00:00

compartilhar

IFCE de Tabuleiro do Norte investiga através de Pesquisa, a qualidade da água do Rio Jaguaribe

IFCE de Tabuleiro do Norte investiga através de Pesquisa, a qualidade da água do Rio Jaguaribe

Amostras são coletadas, mensalmente, na Passagem Molhada, tradicional ponto de lazer da cidade. Pesquisadores do Instituto Federal do Ceará (IFCE), campus Tabuleiro do Norte, estão investigando a qualidade da água no principal manancial de água doce do município de Tabuleiro do Norte: o Rio Jaguaribe.

Trata-se do maior curso d’água do Ceará, sendo responsável pelo abastecimento de diversas comunidades tabuleirenses, nas áreas urbana e rural. As atividades de coleta de amostra de água estão concentradas em dois pontos do rio, na localidade conhecida como Passagem Molhada, tradicional região de lazer da cidade.

As atividades de pesquisa iniciaram no último mês de agosto. Durante 12 meses, com intervalo de 30 dias, os pesquisadores vão colher amostras de água do Rio Jaguaribe, com a finalidade de apontar se os locais apresentam água própria para uso humano e de verificar as condições ambientais visando a manutenção do ecossistema.

Até o momento, já foram realizadas quatro coletas. Os pesquisadores estão verificando a temperatura da água, o pH, a condutividade, a turbidez e o nível de oxigênio dissolvido. Os testes laboratoriais são realizados no Laboratório de Saneamento Ambiental do IFCE, campus Limoeiro do Norte.

Conforme o estudante Juliano Costa, um dos responsáveis pela pesquisa, a Passagem Molhada foi escolhida por atrair um público considerável de banhistas e visitantes. O local fica no limite de Limoeiro do Norte e Tabuleiro do Norte, e tem como via de acesso a rodovia que interliga os dois municípios. “É uma área de lazer, onde as pessoas tomam banho e se alimentam. As pessoas também pescam e realizam a coleta de água”, constata.

ALERTA

Conforme o coordenador da pesquisa, professor Marcelo Távora, os resultados parciais das coletas realizadas na Passagem Molhada trazem um alerta sobre a poluição do curso d’água. “Nós temos resultados parciais referentes ao período de estiagem, que têm demonstrado pra gente alguns parâmetros elevados, principalmente, em relação à condutividade, o que indica também um pouco de poluição. A gente tem observado que é um local utilizado para banho, mas também as pessoas se alimentam lá dentro, é um espaço usado pra lavar carro e moto”, explica.

Os dados do período de estiagem serão comparados com aqueles colhidos durante o próximo período chuvoso. Com os resultados em mãos, Marcelo Távora destaca que o passo seguinte será desenvolver ações de educação ambiental na área. “É necessário conservar esse ambiente da forma mais natural possível. Então, buscamos observar as condições da água atualmente e, após isso, trabalhar a educação ambiental para tentar recuperar as condições naturais para manutenção do lazer e do comércio na região”, afirma o pesquisador.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Marcelo Andrade

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também