TV Jaguar

Postado em 04/04/2019 às 08:30:00

compartilhar

Deputado Nelinho solicita da Assembleia Legislativa audiência pública para discutir piscicultura no Castanhão

Deputado Nelinho solicita da Assembleia Legislativa audiência pública para discutir piscicultura no Castanhão

Uma Audiência pública irá discutir a produção de tilápia no açude Castanhão após mais uma grande perda, dessa vez de 500 toneladas de peixe. O fato ocorreu no último mês de março. A mortandade evidencia o baixo nível do açude que inviabiliza a criação da tilápia e o consequente impacto na renda das famílias que vivem dessa atividade.

O requerimento para a realização da audiência é de autoria do Deputado e presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE) Nelinho (PSDB), que vem acompanhando a situação dos piscicultores desde as primeiras divulgações das perdas este ano. “É preocupante como um açude tão grandioso que é o Castanhão não tenha mais condições de manter essa atividade de grande importância para as famílias de Jaguaribara”, afirma.

Para a reunião da Comissão, que foi realizada na manhã desta quarta-feira (3), Nelinho convidou o prefeito de Jaguaribara, Joacir Alves e representantes da associação de piscicultores, que relataram as dificuldades que os moradores enfrentam.
Segundo Joacir Alves “80% da renda de Jaguaribara vem da criação de tilápia” e que as últimas perdas dizimaram a produção. Edvando Feitosa, piscicultor, relembrou que a tilápia já foi responsável pela geração de dois mil empregos e que atualmente, pouco mais de 60 criadores ainda tentam tirar renda da criação.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico e Pesca de Jaguaribara, Lívia Barreto, após as últimas perdas foram realizadas algumas reuniões com o secretário das relações institucionais da Casa Civil, Nelson Martins, na tentativa de buscar ajuda emergencial para as famílias, como cestas básicas e uma ajuda financeira temporária até que os piscicultores se engajem em outra atividade produtiva. No entanto, não houve resposta por parte do Governo do Ceará.

O local e data da audiência pública ainda serão definidos, mas o objetivo é pretende mobilizar piscicultores, representantes da gestão pública do município, secretários do Governo do Estado e integrantes do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), envolvidos direta ou indiretamente com as atividades realizadas no açude Castanhão. O objetivo é discutir alternativas para a geração de emprego e auxílio para as famílias impactadas com o fim da pesca no reservatório.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / ASCOM

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também