TV Jaguar

Postado em 12/04/2019 às 17:30:00

compartilhar

Ceará ganha ferramenta para ajudar na localização de pessoas desaparecidas

Ceará ganha ferramenta para ajudar na localização de pessoas desaparecidas

O anúncio foi feito durante reunião do Pacto por um Ceará Pacífico e ainda teve celebrado um memorando entre o Estado e a Cruz Vermelha, além da homologação do regimento interno do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos.O Comitê de Governança do Pacto por um Ceará Pacífico se reuniu na manhã desta sexta-feira (12), no Palácio da Abolição, em Fortaleza. Como fruto do encontro, o Estado passa a contar com o Programa de Identificação e Localização de Desaparecidos no Estado do Ceará (PLID-CE) e a integrar o Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (Sinalid).

A ação é resultado de um convênio firmado entre o Governo do Ceará e o Ministério Público Estadual (MPCE).O programa teve como base a ação desenvolvida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro em 2013, que já foi inclusive vencedora de um prêmio Innovare. O sistema vai ser interligado com os demais estados que já possuem o Sinalid, promovendo o cruzamento de dados das pessoas desaparecidas com as informações fornecidas pelos órgãos federais, estaduais e municipais para facilitar esse processo.

O governador Camilo Santana enalteceu a importância de se buscar respostas para o desaparecimento de pessoas e as encontrá-las.Essa é uma parceria interessante com o Ministério Público para a gente fazer um trabalho integrado. A dor de uma pessoa desaparecida para o familiar é muito forte. A estratégia é diminuí-la e garantir que essas pessoas sejam encontradas ou pelo menos que as informações sobre elas possam ser dadas aos seus familiares, destacou.

O governador aproveitou o encontro para firmar outra parceria, desta vez com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, ao assinar um Memorando de Entendimentos com o objetivo de prevenir, reduzir e mitigar as consequências humanitárias relacionadas à violência em meio urbano. Além disso, houve também a homologação do Regimento Interno do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), criado em março último pelos poderes Executivo e Judiciário do Ceará, ao lado do MPCE, para atuar no combate a fraudes e crimes fiscais, com a finalidade de recuperar ativos para os cofres públicos.

 

 

Fonte: Tv Jaguar / Governo Ceará

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também