TV Jaguar

Postado em 06/05/2019 às 16:30:00

compartilhar

Liberação de álcool nos estádios é tema de audiência pública nesta terça, 07, na Assembleia Legislativa

Liberação de álcool nos estádios é tema de audiência pública nesta terça, 07, na Assembleia Legislativa

A Comissão de Seguridade Social e Saúde da Assembleia Legislativa debate nesta terça-feira, 07/05, a partir das 14h, a liberação da venda de bebidas alcoólicas nos estádios esportivos. A audiência pública acontece no Complexo das Comissões Técnicas da Casa e atende ao requerimento do deputado Apóstolo Luiz Henrique (PP). O debate também foi subscrito pelos deputados Vitor Valim (Pros), Érika Amorim (PSD), Fernanda Pessoa (PSDB), Patrícia Aguiar (PSD), Soldado Noelio (Pros), Bruno Pedrosa (PP), Nelinho (PSDB), Delegado Cavalcante (PSL), Carlos Felipe (PCdoB), Heitor Férrer (SD), Walter Cavalcante (MDB) e Leonardo Pinheiro (PP). O deputado Apóstolo Luiz Henrique enfatizou a necessidade de ouvir especialistas e sociedade civil acerca da liberação do álcool nos estádios. Para o parlamentar, a medida vai elevar os índices de violência e mortes. “É preciso avaliar o possível retrocesso social com a liberação de bebidas durante partidas esportivas. É um risco grande à segurança dos torcedores e familiares que frequentam os estádios”, apontou.

O deputado destacou o projeto de lei 85/19, de autoria do deputado Evandro Leitão (PDT), que visa a liberação de bebidas alcoólicas nos estádios esportivos. “Sabemos que a proposta foi bastante debatida durante a 29° legislatura porém, na 30° legislatura houve uma massiva alteração no quadro da Casa, tornando indispensável novas discussões sobre o assunto”, disse. Foram convidados para a audiência pública agentes do Corpo de Bombeiros, Poder Judiciário, Polícia Militar e Civil, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, entre outros.

 

 

 

Fonte: Tv Jaguar/Assembleia Legislativa do Ceará

Comentários 0

Para comentar o internauta precisa está cadastrado e logado.

LOGAR CADASTRAR

“Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.”

Veja também